Pular para o conteúdo
SEBRAE NO ACRE

3ª Rodada de Negócios do Juruá movimenta aproximadamente R$ 5 milhões

A 3ª edição da Rodada de Negócios do Juruá aconteceu nesta sexta-feira (3), no Sesc de Cruzeiro do Sul. O encontro, promovido pelo Sebrae no Acre, entre empresas compradoras e vendedoras, gerou resultados de aproximadamente R$ 5 milhões.

Cerca de 29 empresas do agronegócio participam desta edição da Rodada. Esta aproximação entre os pequenos negócios e grandes empresas auxiliam os empresários na ampliação do leque de fornecedores de produtos e serviços.

(Foto: Assessoria)

“Temos produtos de todos os municípios da regional Tarauacá/Envira, e dos municípios do Vale do Juruá. Isso é muito satisfatório, porque tem compradores da capital e de outros estados, que estão se deslocando a Cruzeiro do Sul para verificar a qualidade dos produtos e principalmente, divulgar as marcas regionais, que chegam com muita qualidade dentro da plataforma de inovação, de tecnologia, valorizando nossa biodiversidade, nossas riquezas e, principalmente, nossa produção e os produtores locais”, destacou o diretor de administração e finanças do Sebrae, Francinei Santos.

De acordo com a prefeita de Tarauacá, Maria Lucinéia, o evento é importante não só para as parcerias de negócios, mas também para dar visibilidade aos produtos. “Nós temos um potencial imenso aqui, a terra é muito fértil e precisamos olhar com mais atenção. Não temos grandes indústrias, então precisamos investir no que temos”, disse.

(Foto: Assessoria)

Para os pequenos negócios, a Rodada possibilita o aumento no volume de vendas, realização de parcerias e intercâmbios em âmbito nacional e internacional, novos conhecimentos de gestão de negócios, conhecimento de mercados potenciais, e muito mais.

“Para mim, enquanto produtora e empresária, representando a cooperativa que trabalha com o famoso açaí de Feijó, é uma satisfação participar de mais uma Rodada de Negócios. Espero que o nosso produto seja comercializado cada vez mais, trazendo benefícios para os produtores do nosso município, e que, por meio das cooperativas, mais produtores tenham renda com o açaí”, destacou Julia Graciela, empresária da Nosso Açaí.