Pular para o conteúdo
pandemia

Após dois dias sem emitir boletim oficial, Acre confirma 37 novos casos de covid-19

A Secretaria de Saúde do Estado informou no sábado, 8, que em virtude da instabilidade do sistema de notificação ESUS-VE, o boletim seria suspenso

Após dois dias sem informar os dados oficiais da covid-19 no Estado devido à necessidade de atualização do sistema de notificação ESUS-VE, a Secretaria de Saúde do Acre confirmou 37 novos casos da doença no boletim informativo emitido nesta segunda-feira, 10. Desta forma, o número de infectados subiu para 88.440 em todo o estado.

O número de óbitos, por outro lado, permanece estável com 1.852 vidas perdidas para a pandemia de covid-19. Até o momento, o Acre registra 253.491 notificações de contaminação pela doença, sendo que 165.035 casos foram descartados e 16 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 86.374 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 7 seguem internadas até a divulgação do último boletim oficial.

Avanço da imunização

Até o momento, conforme dados do Portal de Informações sobre o Combate à Covid-19, o Acre já aplicou mais de 1 milhão de doses, sendo que destas, 566 mil foram primeiras doses, 420 mil a segunda, e 18 mil a dose de reforço, além da 12.193 pessoas que tomaram imunizante de dose única.

Vacinação de crianças

O Ministério da Saúde (MS) já confirmou a inclusão de crianças de 5 a 11 anos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO). Embora a vacinação deste público não seja obrigatória, a expectativa de muitos pais é grande e, de acordo com estimativa da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), são aproximadamente 120 mil crianças nesta faixa etária no Acre.

Segundo a Sesacre, o órgão ainda aguarda o envio de doses pelo Ministério da Saúde, considerando que, conforme o órgão, das mais de 20 milhões de vacinas pediátricas da Pfizer adquiridas, apenas 3,7 milhões de doses chegarão ao país a partir do dia 13 deste mês e serão distribuídas aos Estados, proporcionalmente, para dar início à imunização deste público.