Pular para o conteúdo
Em Rio Branco

Com cheia do Rio Acre, moradores se arriscam em pescaria no centro de Rio Branco

A cena é corriqueira, principalmente no período de chuvas; pesca chama atenção dos populares

A cena de pessoas pescando é corriqueira, principalmente nos períodos de cheia do manancial (Foto: Dell Pinheiro)

No Centro da capital, mais precisamente nas proximidades do Mercado Novo, muitos “pescadores”, os que pretendem fisgar algo do rio para levar para casa, chamam a atenção das pessoas que passam pelo local. A cena é corriqueira, principalmente nos períodos de cheia do manancial.

“Nessa época e muito bom pescar. Tem dias aqui que lota de pessoas pescando. Tô tentando pegar algum peixe para ser a ‘mistura’ de hoje, mas acho que não vou fisgar nada. Fica melhor quando o Rio Acre está mais cheio”, disse o aposentado Francisco Lira de Souza, de 71 anos.

Seu Francisco, que mora no município do Bujari, disse que toda semana vem a capital, e que a pesca também é um passatempo.

“Sempre venho pescar, mas esses dias não está bom. Moro sozinho, venho do Bujari para pescar nas águas do Rio Acre. Não falta gente pescando aqui. Pego muito Piranambu, mais um dia espero pegar um Jaú (peixe que pode ultrapassar 1,5 metro de comprimento e pesar mais de 100 quilos)”.

A vendedora Alice Dantas, que trabalha na área comercial do Mercado Novo, disse que todos os dias alguém está pescando nas proximidades. “Nos deparamos diariamente com os pescadores, alguns saem satisfeito com os peixes que conseguem apanhar, outros saem chateados por não pegar nada”, ressaltou.