Gazetinhas – 08.06.2018 – Jornal A Gazeta

Gazetinhas – 08.06.2018

*Tem alguém solteiro aí?
*Aproveita que, pela primeira vez, em 23 anos, está sobrando vaga no casamento coletivo da Expoacre.
*Das duas mil abertas nesta edição, ainda havia 300 disponíveis até a última quarta-feira.
*O que é isso, minha gente, acabou o amor?
*Vereador Roberto Duarte inspirou-se no exemplo do senador Sérgio Petecão…
*E disse que vai aproveitar pra levar a bela esposa para oficializar a união.
*É um romântico assumido.
*Ririri.
*Falando nele…
*O gaúcho se saiu bem no debate com o colega Eduardo Farias, na edição de ontem do programa Gazeta Entrevista, da TV Gazeta.
*O assunto, o mais comentado e espinhoso possível:
*A aprovação do aumento da tarifa de ônibus na Capital.
*E politicagens e exageros à parte, que sempre existem em discussões desta natureza…
*O parlamentar do MDB foi assertivo e coerente ao propor à prefeita Socorro Neri que não autorize o reajuste votado pelo Conselho Tarifário, enquanto o MP não concluir a perícia sobre as planilhas de custos que agora estão sob análise do órgão.
* “Lanço um desafio à prefeita!”, provocou ele, naquele tom de voz que conhecemos muito bem.
*Tsc, tsc, tsc.
*Mas, convenhamos:
*Neste caso, um desafio justo, justíssimo.
*E o mínimo que a prefeitura poderia fazer para assegurar maior transparência à discussão (direito básico da população);
*E, se for o caso, afastar todas as dúvidas e desconfianças que pairam (com razão) sobre a elaboração dos documentos.
*O vereador Eduardo Farias, sempre bem articulado, um lorde, bem que tentou cumprir o papel de justificar a decisão do Conselho Tarifário.
*Entretanto, estava numa posição ingrata.
*Defender o indefensável é missão que nem o melhor advogado do diabo conseguiria cumprir.
*E o comunista é, antes de tudo, um humanista, um bom doutor.
*Enfim…
*Vai encarar o desafio, prefeita?!
*Deve ser uma tarefa difícil, audaciosa até, diante de tantos interesses que estão por trás dos grandes contratos com as empresas de transporte coletivo (em qualquer Capital do país, e não diferente no Acre).
*Mas seria um bom caminho pra começar com pé direito, esses últimos dois anos de mandato.
*Apenas um mês após a fuga em massa de 11 (!) presos do presídio Francisco d’Oliveira Conde…
*Mais quatro detentos escaparam da penitenciária, na madrugada desta quinta-feira.
*Do mesmo modo da fuga anterior, o grupo usou uma corda “tereza” (feita com lençóis) para escalar o muro da unidade prisional.
*Mas genteee…
*Aí não é só problema de falta de efetivo, de segurança, não…
*No bom acreanês:
*É leseira mesmo!
*Tem que ver isso aí.

Assuntos desta notícia