A tal chuva de meteoritos – Jornal A Gazeta

A tal chuva de meteoritos

Hoje, a maioria das ruas de Rio Branco têm um problema em comum: buracos. Se a sua não tem, leitor, considere-se um sortudo. E seria menos problemático se isso estivesse limitado apenas à Capital. Infelizmente, tal situação se estende aos demais municípios e rodovias estaduais.
Recentemente, em uma rede social, o juiz de Direito Giordane Dourado, titular da 9ª zona eleitoral, também se posicionou. Ele disse: “Aparentemente houve uma chuva de meteoritos na rua de acesso à Cidade da Justiça que a imprensa esqueceu de noticiar”.
Infelizmente, caro juiz, este não é um problema apenas da referida rua. Todas as demais se encontram em situação igual ou pior. Isso aqui está parecendo a Lua. Nem toda a imprensa do Estado daria conta de cobrir todos os lugares que se encontram deteriorados.
Essa situação degradante da infraestrutura local é grave. Deveria sim ser uma das prioridades do Município e do Estado, antes que cause mais acidentes.
Contudo, em uma conversa com o secretário de Estado de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano, Thiago Caetano, uma notícia nada animadora para quem esperava uma salvação do novo governo: o programa Ruas do Povo pode acabar. A justificativa é plausível. Ruas dentro da cidade são de responsabilidade do Município. É constitucional. Porém, não há como deixar de lamentar, tendo em vista que as prefeituras acreanas não detêm recursos o suficiente. Muitas delas, eu posso dizer, estão praticamente falidas.
E agora, quem poderá nos ajudar?
Em Rio Branco, os locais em pior estado são as vias do Segundo Distrito. Já até me arrisco a dizer que ali há mais buracos do que asfalto. Logo, as avenidas estarão em terra.
A prefeita Socorro Neri alega que, apesar das chuvas deste inverno amazônico, a operação “Tapa Buracos” segue em execução. No entanto, as equipes irão pegar no pesado mesmo quando o verão chegar.
Tudo bem. Estamos ansiosos por esse momento. Mas, e quanto às rodovias estaduais? Alguém já viu a situação da estrada que liga a Capital a Senador Guiomard? Aquilo pode provocar um acidente feio. Perigoso.
Como ficam essas rodovias, tendo em vista que o Governo do Estado já afirmou para toda a imprensa que neste momento irão priorizar apenas o pagamento dos salários dos servidores? Haverá recuperação de todas as estradas este ano, ainda que falte recursos?
A verdade é que diante de tantos problemas estruturais, na Segurança Pública, na Saúde, na economia e muitos outros, fica difícil saber quando as coisas estarão no seu devido lugar.

* Brenna Amâncio é jornalista.
E-mail: brenna.amancio@gmail.com

Assuntos desta notícia