Jornal A Gazeta

Acusado de matar dois homens em bar motivado por ciúmes da namorada pega 24 anos de prisão

Aldair da Silva de Oliveira foi condenado a 24 anos de prisão pela morte de Andreázio Pereira de Carvalho, de 32 anos, e Idelmar Souza Santos, de 42, em novembro de 2016. A sentença foi proferida na última sexta-feira, 23, pela 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco da decisão ainda cabe recurso.

O crime ocorreu em um bar no bairro Taquari. Na época, as vítimas estavam em um bar, quando se desentenderam com o acusado e foram mortas com punhaladas.

Os familiares das vítimas na época, a dupla estava na companhia de outras três pessoas e começaram uma discussão. Após isso, o acusado, que estava bebendo com o grupo, saiu do local de voltou com um punhal.

Os jurados da Câmara Criminal acataram a denúncia do Ministério Público do Acre (MP-AC), que afirma que o homicídio foi motivado por motivo torpe porque Oliveira estaria com ciúmes da mulher.

A denúncia do MP-AC aponta que o acusado estava jogando sinuca, acompanhado da namorada, quando achou que as vítimas estariam dando em cima da mulher. Os jurados também destacaram o recurso que dificultou a defesa, já que chegou de surpresa.

Após o julgamento pelo Conselho de Sentença, o juiz Leandro Gross fixou a pena em 24 anos de prisão, em regime inicial fechado. Em sua decisão, Gross também negou o direito do acusado recorrer da decisão em liberdade.