Após novo protesto, governo garante outra convocação de professores – Jornal A Gazeta

Após novo protesto, governo garante outra convocação de professores

Pela segunda vez, os professores provisórios do Acre realizaram, nesta segunda-feira, 18, um protesto em frente à Casa Civil pedindo contratação dos servidores, conforme foi prometido pelo governo do Estado.

O primeiro protesto ocorreu no começo deste mês e, após 15 dias, o governo convocou mais de 700 professores provisórios para o início do ano letivo da rede pública estadual.

Segundo o chefe do Departamento de Gestão da Educação Estadual, José Rêgo, uma nova convocação deve ser publicada nesta terça-feira, 19. Ele não informou o número de profissionais que serão chamados. Ao todo, cerca de 3,5 mil professores já foram contratados.

“Já explicamos para eles que o concurso que foi feito é de cadastro de reserva, já chamamos um quantitativo bem elevado e amanhã [terça-feira, 19], sai uma nova convocação. Mesmo assim, alguns não querem entender. Espero que a convocação de amanhã venha contemplar esses professores para que possam trabalhar”.

Segundo um dos manifestantes, o professor Jorge Neto, a categoria quer saber quantos profissionais serão convocados. Cerca de 200 professores participaram do ato nesta segunda, 18.

Neto critica o início do ano letivo mesmo com o déficit de professores em diversas instituições de ensino.

“Mais uma vez, estamos com problema, porque o ano letivo começou, a gente sabe que dezenas de escolas estão sem professores e aqui temos centenas de professores que não foram contratados e o governo não diz a quantidade que vai ser chamada e o povo fica esperando a convocação. A gente quer que eles digam quantas pessoas eles vão chamar e quando vão chamar. Porque ninguém aguenta mais ficar nessa situação e nessa expectativa. Por isso o movimento hoje para chamar atenção”, relata.

 

Assuntos desta notícia