Aumenta procura por vacina contra meningite nos postos e centros de saúde na capital – Jornal A Gazeta

Aumenta procura por vacina contra meningite nos postos e centros de saúde na capital

Após muitas noticias desencontradas e alguns casos confirmados de meningite no Estado, aumenta a procura pela vacina nos centros de saúde nos últimos dias. As unidades de saúde estão lotadas, pois a vacina ainda é o método mais eficaz para evitar a doença.

As vacinas disponíveis nos postos e centros de saúde capazes de imunizar contra a meningite são as seguintes: a primeira é a Meningocócica conjugada C que deve ser administrada a 1ª dose aos três meses, 2ª dose aos cinco meses e reforço aos 12 meses, além de dose única ou reforço para adolescentes de 11 a 14 anos; a segunda vacina disponível imuniza contra a Pneumocócica 10 valente (1ª dose aos dois meses; 2ª dose aos quatro meses, e reforço aos 12 meses); uma terceira vacina, a Pentavalente é administrada a1ª dose aos dois meses, 2ª dose aos quatro meses e 3ª dose aos seis meses, e a quarta é a BCG, que aplicado assim que o bebê nasce.

A vacina de Meningite B não está disponível no SUS. É vendida pela indústria por cerca de 340 reais  para clínicas privadas, que a aplicam por cerca de 600 a 700 reais por dose. Para um bebê, seriam necessárias 4 doses entre 3 e 15 meses, o que significa um custo aproximado de 2.500 reais. A vacina conjugada quadrivalente “ACWY”, contra quatro subtipos da bactéria, já vem sendo usada há bastante tempo para crianças maiores. Recentemente foi liberada para crianças a partir de dois anos, e agora para bebês no 1o ano de vida. O CDC e outros órgãos a recomendam para adolescentes; para crianças pequenas, apenas naquelas com problemas de saúde específicos ou situações especiais. A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda o uso dessa vacina para o reforço da vacina de meningite, após um ano de idade (12 ou 15 meses) e em doses subsequentes de 5 em 5 anos, embora os casos de doença pelos tipos A, W e Y em nosso país sejam mais raros. Esses dois tipos de vacinas só tem nas clinicas privadas e custam cerca de R$ 450 a R$ 750 reais.

No momento a única vacina disponível nos postos de saúde do SUS é a contra a Meningite C. Usando essa vacina você estará agindo corretamente e protegendo bem seu filho. Quem pode acrescentar proteção usando as outras vacinas, de acordo com o calendário da SBP, ótimo.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre), a correria até os postos, influenciada por fake news divulgadas pelas redes sociais e aplicativos de mensagens, é desnecessária, já que não há surto da doença no Acre.

Os números apontam o contrário. Segundo o governo, há uma diminuição de 41% nos casos de meningite registrados no Acre em comparação ao mesmo período do ano passado.

 

Assuntos desta notícia