ARTIGOS – Jornal A Gazeta
  • Por um buquê de rosas e lírios

    Ela havia sacolejado por esta vida afora quase em total solidão. Nem de longe alcançara o tal estágio da meia idade. Talvez, um pouquinho gasta pelos vaivéns dos quadris, apoderara-se de uma tristeza de gueixa chorosa e soturna. Largara a sacanagem. Introvertera-se. Acompanhara-se de um...

  • Tribunal a céu aberto!

      “Hoje, além, muito além mesmo, dos portais de notícias, a comunicação caiu na vala comum da existência humana. Muitas críticas, julgamentos e condenações, são feitas por pura mesquinhez…”   As “redes sociais” ou as “redes de intrigas” e seu fantástico condutor de informação, que...

  • O valor de um tacacá

    Não é todo mundo que entende o hábito acreano de sentar-se na praça para tomar um tacacá a despeito do calor escaldante de nossa terra. Há também quem estranhe as iguarias – entre as quais o quibe de macaxeira e a baixaria, uma mistura harmoniosa...

  • Significado de ser cidadão e ter cidadania

    Muito se fala em ser cidadão e ter cidadania, mas tão pouca gente sabe, em verdade, o significado dessas palavras e ainda mais de onde vieram e como chegaram aos dias atuais. Ser cidadão é ter direito à vida, à liberdade, à propriedade, à igualdade...

  • A fumaça das queimadas, um problema ambiental e de saúde pública

    A época seca é de queimadasna Amazônia. Com as queimadas,inevitavelmente,vem a fumaça. Tudo que fazemos tem consequências. O processo de “limpar” a terra com fogo significa “sujar” o ar com fumaça. Pretendemos neste artigo explicar algunscustos associados à fumaçaque pagamos de uma maneira ou outra....

  • Interessa mesmo é aparecer bem na foto

    É oportuno misturar fatos quadrados a personagens redondos. Há os que gostariam de uma análise, aqui, a respeito do fenômeno que representam as academias de ginástica e as suas relações com a modernidade. Há outros que cogitam a possibilidade de um comentário acerca das complicações...

  • O poder destruidor do orgulho

      “Quem é orgulhoso a si próprio devora”, William Shakespeare   Olá, tudo bem? E então, você é uma pessoa tomada pelo orgulho? Ou é orgulhoso demais para admitir o quanto está tomado pelo orgulhoso? Sabe meu querido, minha querida, o orgulho é tão sutil...

  • Por que as palavras mudam de sentido no correr do tempo?

    No seu percurso histórico, as palavras adquirem novos sentidos e estabelecem novas relações semânticas umas com as outras. Às vezes, o sentido tanto se altera que podem partir, por exemplo, de um valor axiológico positivo para um valor axiológico negativo, ou vice-versa, e as conotações...

  • A questão do Acre no The New York Times (Parte 11)

    As disputas entre o Brasil, a Bolívia e investidores Americanos e Europeus pelo controle do Acre resultaram em numerosas notas jornalísticas no diário americano “The New York Times”. Sendo tão antigas e publicadas originalmente em inglês, resolvemos selecionar algumas delas, traduzir e publica-lasem uma série...

  • Seringal Albrácia

     A poeira é quase areia, de manhãzinha, nos caminhos e varadouros do campo e da mata. Pés descalços pisam-na e a sentem friinha. Há orvalho nas sororocas e mata-cavalos e cipós de fogo. A caminhada é ainda lenta e preguiçosa. Tenho treze anos, sou criado na cidade...