GAZETA 93,3FM Ouça agora

9 de agosto de 2022

Cláudio Porfiro

Cláudio Motta-Porfiro é romancista, cronista, poeta e palestrante. Membro da Academia Acreana de Letras. Email: [email protected]

Para elas

            Depois de uma certa idade             Vive-se de afeto ou saudade             Passei a falar só a verdade             Sem medo nenhum de errar. Bem feliz ou infelizmente...

Sonhar 

                Sonhos não têm prazo de validade                 Não têm compromisso com a verdade                 Sonhos não nos escolhem pela idade                 Talvez surjam do muito de ansiedade                 Na...

Alterego 

            Língua descontrolada fala o que quer e sente             Vendo a confusão formada ela fica contente             Chafariz de malandro, redemoinho de gente             Pede que elas não...

Enche-me os olhos 

                Nada quis perguntar sobre a sua idade                 Vejo aí dois tantos de insensibilidade                 A minha prudência é uma pedra de jade                 Sofisticada, bela e me...

Deslumbre 

  Avalanche de pedras; tempestade no deserto Tentei e tentei, mas não consegui sair de perto Só agora, enfim, estou um pouco mais desperto Fui...

O velho pároco

Tornara-se francamente admirado. Não se furtava um sorriso a nenhuma criança ou adulto, apesar do semblante rústico das gentes oriundas do sertão ressequido lá bem...

A menina e o palhaço 

         Quase registro, logo aqui, que as melhores coisas sempre acontecem nas tardes de Domingo. Em louvor e em homenagem, é por isso que ninguém trabalha...

Caramelo 

                        Para a Helem Azevedo  Distribui simpatia, reverbera beleza Da vida que inicia, uma chama acesa Bela alma, belo corpo em atitude coesa Lábios lascivos são...

Flor de outono 

            Menina feliz, entre meninos             Alegria febril, toques de sinos             A infância rodeada de mimos             O início foi mesmo assim. Veio rápida e fugidia adolescência Bem...

Linda 

Para a Magie Santos                 Vejo-a, bela, em luzes palcos de balé                  Dúvidas atrozes, mas plenas de fé                  Linda, certamente; dá pra sentir até                  Oh, Deus,...

(Foto: Arquivo pessoal)

L o i r a 

Quem sabe num desses dias                  De ventos brandos, águas frias                  Decerto de mim não fugirias                  Se bem o credes, ou o sabias                  Cupido enxerido me...