Cláudio Porfiro – Jornal A Gazeta
  • Lágrimas vadias, saudades e subterfúgios

    Em dias de solidão da alma, mórbida calma, tristeza infinda, chuva fina duradoura cai do céu sem piedade alguma, desde muitos dias. Tão bela e uma vontade louca de arrancar os próprios louros densos cabelos e enforcar-se neles, como fez a doida do hospício de...

  • O livro de Telmo Vieira e o grito dos excluídos

      Caminhamos céleres. Sobrepujamos obstáculos de toda ordem. Vivemos. Todavia, humanamente erráticos, tropeçamos feio e descuidamos no trato com os demais seres. Erguemos as vistas aos céus e nos perguntamos porque tanto frenesi e tanta arrogância. As respostas, às vezes duras, nos vêm, amanhã ou...

  • Já não se acredita em gnomos

      Fizeram dele um menino tímido, como hoje ainda é, embora todos duvidem, poucos acreditem e ninguém veja. Cumpriu itinerários rocambolescos, é certo, ao redor da Terra e por mares nunca d’antes navegados. Em viagem, depois dos dez dias fora de casa, sentia saudades da...

  • Refresca o vento sopra calma a maresia

    Em meio a uma ainda quase bêbada preguiça crucial, como sempre, transcorriam aqueles dias pós-carnavalescos. As águas de março, meio lerdas àquelas alturas, ainda não haviam feito o barraco ir ou vir a pique, até porque não existia barraco e o endereço na zona sul...

  • O livro de Telmo Vieira e o grito dos excluídos

    Caminhamos céleres. Sobrepujamos obstáculos de toda ordem. Vivemos. Todavia, humanamente erráticos, tropeçamos feio e descuidamos no trato com os demais seres. Erguemos as vistas aos céus e nos perguntamos porque tanto frenesi e tanta arrogância. As respostas, às vezes duras, nos vêm, amanhã ou depois,...

  • Deus e a farta distribuição de talentos

    Das asperezas da vida, os talentosos extraem sempre alguma coisa boa. Para eles, nem tudo é tão ruim. Sempre dá para tirar algum proveito do caos. Todavia, a realidade é estrábica com as pessoas que nascem e crescem sem fazer maiores esforços. Gente assim não...

  • Por um buquê de rosas e lírios

    Ela havia sacolejado por esta vida afora quase em total solidão. Nem de longe alcançara o tal estágio da meia idade. Talvez, um pouquinho gasta pelos vaivéns dos quadris, apoderara-se de uma tristeza de gueixa chorosa e soturna. Largara a sacanagem. Introvertera-se. Acompanhara-se de um...

  • Interessa mesmo é aparecer bem na foto

    É oportuno misturar fatos quadrados a personagens redondos. Há os que gostariam de uma análise, aqui, a respeito do fenômeno que representam as academias de ginástica e as suas relações com a modernidade. Há outros que cogitam a possibilidade de um comentário acerca das complicações...

  • Seringal Albrácia

     A poeira é quase areia, de manhãzinha, nos caminhos e varadouros do campo e da mata. Pés descalços pisam-na e a sentem friinha. Há orvalho nas sororocas e mata-cavalos e cipós de fogo. A caminhada é ainda lenta e preguiçosa. Tenho treze anos, sou criado na cidade...

  • Poética da liberdade: relatos de um fugitivo

    Para um homem sozinho, o sonho da liberdade pode ser a luta correspondente ao transcurso de toda uma vida. Para um povo-nação, diferentemente, tal demanda pode equivaler a séculos de tentativas, insucessos, interlúdios de conquistas, golpes e contragolpes. Os relatos de Andrés Alarcon são de...