Cláudio Porfiro – Página: 2 – Jornal A Gazeta
  • Por mares tantas vezes navegados…

    Estava meditando há pouco sobre as razões ou paixões que levam alguns a agir e a reagir das formas mais diversas possíveis. Não é necessário tanto estudo para que a alma seja levada a mergulhar nas profundezas do racional mais puro, como Immanuel Kant. Da...

  • Interessa mesmo é aparecer bem na foto

    É oportuno misturar fatos quadrados a personagens redondos. Há os que gostariam de uma análise, aqui, a respeito do fenômeno que representam as academias de ginástica e as suas relações com a modernidade. Há outros que cogitam a possibilidade de um comentário acerca das complicações...

  • O livro de Telmo Vieira e o grito dos excluídos

    Caminhamos céleres. Sobrepujamos obstáculos de toda ordem. Vivemos. Todavia, humanamente erráticos, tropeçamos feio e descuidamos no trato com os demais seres. Erguemos as vistas aos céus e nos perguntamos porque tanto frenesi e tanta arrogância. As respostas, às vezes duras, nos vêm, amanhã ou depois,...

  • Fio navalha arte destemor

    Vivi e vi por aí afora gentes e pessoas. As primeiras estavam sempre acordadas, vibrantes e aguerridas, e as segundas sempre a quase dormir, como se não fossem deste plano material. Enquanto muitas vêm para a vida cheias de atitudes, como se estivessem em um...

  • Por mares tantas vezes navegados…

    Estava meditando há pouco sobre as razões ou paixões que levam alguns a agir e a reagir das formas mais diversas possíveis. Não é necessário tanto estudo para que a alma seja levada a mergulhar nas profundezas do racional mais puro, como Immanuel Kant. Da...

  • Alguma vaidade; orgulho comedido

    Escorreguei o corpo suado doído e dormi por sobre as raízes da vaidade. É árvore frondosa e bela, travesseiro muito duro, posto que exige de todos e de cada um sempre e muitos dispêndios materiais, além daqueles que se relacionam à alma. Passaram-se horas a...

  • Para muito além da luz do fim do túnel

    A noite viria logo em seguida, naturalmente. Naquele momento, ao cair da tarde do sábado iluminado, ainda cintilavam alguns últimos e tênues raios de sol. Os fios de gelo, remanescentes do inverno, nas montanhas ao longe, se vestiam de uma tonalidade azul clarinha brilhante e...

  • Fio navalha arte destemor

    Vivi e vi por aí afora gentes e pessoas. As primeiras estavam sempre acordadas, vibrantes e aguerridas, e as segundas sempre a quase dormir, como se não fossem deste plano material. Enquanto muitas vêm para a vida cheias de atitudes, como se estivessem em um...

  • Ternos meigos olhos repuxados

    E lá estava o menino esquálido moreno calçado em arreatas de couro cru. Fazia parte da indumentária, ainda, uma espécie de gibão de estopa amarrado rente aos quadris por uma corda de algodão, e um chapéu triangular estilo Peter Pan. Ao longe, montado na última...

  • Relíquias dos anos da invenção da roda

    Naqueles dias, caminhávamos à toa, em delírio esfuziante, absortos e em observação plena direcionada à roda da vida a girar levemente, vagarosamente, indolentemente, mas ininterrupta e precisa e cruel e contínua, embora não o percebêssemos. Tínhamos todo o tempo do mundo e a vida sorria...