EDITORIAL – Página: 2 – Jornal A Gazeta
  • “Ordem na casa”

    Depois de cinco meses, era de se esperar que o novo Governo e seus principais órgãos estivessem funcionando com todo vigor, mas não é o que se está vendo. Crises agudas em alguns setores nevrálgicos, como o da Segurança Pública, eclodiram e vieram a público com virulência afetando a eficiência do setor.   Leia mais

  • O que se pode esperar?

    Basta folhear as páginas dos jornais e conferir nas redes sociais para averiguar que as facções criminosas voltaram a atacar com toda a crueldade que lhes é característica, impondo o “toque de recolher” em inúmeros bairros da Capital e cidades do interior, sitiando escolhas e estabelecendo inclusive “tribunais” para julgar e castigar aqueles que atrapalham …   Leia mais

  • É preciso tomar providências imediatas

    As vozes dos pacientes da Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) não podem ser abafadas. O protesto no Centro da cidade e na Aleac escancarou mais uma área da Saúde Pública acreana que merece atenção: a de tratamento do câncer.   Leia mais

  • O que comemorar?

    Segundo dados oficiais, com 27 milhões de desempregados, somando empregos formais e informais e os que desistiram de procurar trabalho porque não tem, a pergunta óbvia que se faz é o que os trabalhadores brasileiros têm a comemorar hoje em que se celebra o Dia do Trabalhador?   Leia mais

  • Pode até cobrar mais

    Prevaleceram o bom senso e interesses na obtenção de recursos, e o governador Gladson Cameli e assessores estão na Colômbia participando do encontro anual da Força Tarefa de Governadores para o Clima e Florestas (GCF), com a participação de representantes de vários países da América Latina, do Caribe e dos Estados Unidos.   Leia mais

  • Escolas sitiadas

    A julgar pelas últimas ocorrências que chocaram e causaram indignação e pânico na sociedade, as facções voltaram a atacar, enquanto o Governo está envolto em uma crise entre as forças de segurança, pretendendo extinguir a Secretaria da Polícia Civil, gerando revolta entre os delegados e agentes do setor.   Leia mais

  • Retrocesso no combate à violência

    Se ainda estão ponderando sobre tirar ou não o status de secretaria estadual da Polícia Civil, que levem em conta, então, a repercussão e alertas que foram feitos ontem pelos delegados membros da Associação dos Delegados de Polícia Civil do Acre (Adepol) sobre as consequências de tal medida.   Leia mais

  • Sob o “toque de recolher”

    Insustentável e inaceitável é o mínimo que se pode dizer da situação de insegurança a que se chegou neste Estado com as mortes que se sucedem, diariamente, e a falta de uma política de Segurança Pública eficaz para prevenir e combater essa matança.   Leia mais

  • Os sinais da “guerra”

    É gravíssimo esse caso do motoboy Antônio Cosme da Silva, 25 anos, assassinado com 9 tiros isso mesmo, NOVE ao fazer uma entrega no bairro Calafate. As autoridades precisam dar uma resposta dura, não só para elucidar o crime, mas também para mandar a mensagem ao crime organizado de que o Acre não está entregue …   Leia mais

  • Ao trabalho

    Transcorridos os 100 primeiros dias do que se convencionou chamar de “lua de mel” e agora o feriado da Semana Santa, a sociedade espera e a está a exigir mais trabalho, trabalho e trabalho do atual Governo.   Leia mais