EDITORIAL – Página: 210 – Jornal A Gazeta
  • Apurar e pronto

    Qualquer conclusão apressada que se tirar desse episódio da invasão da produtora do candidato da oposição ao Governo, de um lado e do outro, é indevida e só serve para tumultuar a campanha eleitoral. O que se tem a fazer é a polícia apurar o caso com o devido rigor.   Leia mais

  • Peças de mau gosto

    Na medida em que se aproxima o dia das eleições, alguns programas no horário político no rádio e televisão começam a resvalar ladeira abaixo, com ataques pessoais e outras picuinhas, desvirtuando a finalidade para a qual foram criados. A Justiça Eleitoral precisa estar atenta.   Leia mais

  • Mais rigor

    Que o asfaltamento da BR-364 até Cruzeiro do Sul é um bem maior para o Estado não se discute. O que não pode acontecer é que seja feito com o sacrifício e mortes de trabalhadores na obra. Como se divulgou ontem, só em uma construtora já teriam ocorrido quatro mortes por acidentes de trabalho.   Leia mais

  • Isso, jamais

    Por dois dias consecutivos, o jornal A GAZETA tem recebido notificações da Justiça Eleitoral, provocadas por candidatos, para dar explicações sobre notícias divulgadas. Até aí nada de mais. Faz parte da legislação, do exercício democrático. Nos prazos exíguos estabelecidos, o jornal dará as explicações solicitadas.   Leia mais

  • A sociedade quer saber

    É preciso insistir: a sociedade quer saber a quantas andam as investigações sobre a apreensão de quase meio milhão de reais pela Polícia Federal, destinados à pastora Antônia Lúcia, por coincidência candidata a deputada federal.   Leia mais

  • Não resiste

    Como se observou pelas suas próprias explicações, são frágeis e até mesmo incriminatórias as explicações dadas pela pastora candidata, flagrada na receptação de quase um milhão de reais, embalado em uma caixa de papelão. Até mesmo contraditórias.   Leia mais

  • Caixas de dinheiro

    Com a apreensão dessa caixa de dinheiro abarrotada com quase meio milhão de reais, a Justiça Eleitoral tem um caso grave, com todos os indícios de corrupção, a ser apurado com todo o rigor e a ser punido, exemplarmente. Tem inclusive o nome da receptadora do dinheiro, candidata a deputada federal.   Leia mais

  • Cultura do medo

    A cultura do medo, gerada pela onda de assaltos, roubo e violência em geral determina de forma direta o comportamento do cidadão. O medo de ser assaltado, rendido, abordado é, muitas vezes, pior do que a violência propriamente dita.   Leia mais

  • Um dia especial

    Comemora-se hoje o Dia da Independência do país com uma motivação a mais: a campanha   Leia mais

  • Mais dengue

    É no mínimo preocupante este alerta feito pelo Ministério da Saúde de que o Acre ainda vive um surto de dengue e a situação pode piorar. O que significa que, mesmo com a campanha eleitoral em curso, é preciso redobrar as medidas para combater essa doença que tanto maltrata a população e pode até matar.   Leia mais