Cobrando explicações – Jornal A Gazeta

Cobrando explicações

Não só os deputados da oposição, como a sociedade estão esperando e exigindo que o Governo venha a público para explicar e detalhar em que setores serão aplicados esses R$ 268 milhões que o Estado está contraindo em forma de empréstimo do Banco do Brasil.

Da parte dos deputados é uma obrigação cobrar explicações e da parte da sociedade um direito. Ao chegar a matéria na Assembleia Legislativa, alguns deputados já apresentaram requerimento solicitando explicações detalhadas sobre como e onde o Governo pretender aplicar esses recursos e não admitem, com razão, ser “tratorados” por uma suposta maioria que o Executivo disporia naquela Casa.

Alias, durante uma reunião com a bancada federal, esta semana, o governador já teria adiantado que um dos seus grandes (!) projetos seria a construção de um viaduto na entrada da Capital. No que foi aparteado, no ato, pelo senador Sérgio Petecão que essa obra não é prioritária. Segundo o senador, prioridades são reformar hospitais que estão caindo aos pedaços, como está ocorrendo no município de Jordão. Como a compra de “jatinhos” também não é prioridade.

Sem essas explicações, o Governo permite outros questionamentos e desconfianças, como fez o deputado Roberto Duarte, afirmando que essa dinheirama toda seria destinada à empresa Murano que passou a operar no Estado e já teria abocanhado cerca de R$ 30 milhões, sem nenhum processo de licitação.

Na verdade, como já se assinalou, alguém de bom senso e experiência deveria alertar o govenador que administrar um Estado é coisa séria e não aos trambolhos como vem fazendo.

Assuntos desta notícia