Coluna Política – José Pinheiro – Jornal A Gazeta

Coluna Política – José Pinheiro

Desanimado!
Pífia a adesão à greve geral ontem. Pouca gente quis colocar a cara no Sol. Povo anda desacreditado com os movimentos sindicais. Parece que a luta já não vale mais a pena. Isso porque os interesses dos governos sempre se sobressaem sobre a massa trabalhadora. É tempo de pensar novas formas de protestos.

Escolher melhor
Talvez seja válido o eleitor escolher melhor seus representantes, assim não precisa ir ao sol lutar por seus direitos. A retirada do trabalhador rural e dos beneficiários do BPC da reforma, além de lançar sobre as assembleias as reformas nos Estados, fez com que o povo recuasse de ir às ruas.

Na luta
A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) disse que foi muita luta para convencer os membros da comissão e o relator da proposta da reforma da previdência na Câmara a fazer as alterações que retiram os trabalhadores rurais. “Muita luta, ficaram. Faltam outras questões”.

Será?

O senador Marcio Bittar (MDB/AC) apresentou um projeto de lei que autoriza a venda de imóveis funcionais da União. A maioria ocupado por senadores e deputados federais. Bittar diz que esses imóveis são dispendiosos para a administração pública.

Auxílio-moradia
Dos oito deputados federais do Acre, quatro deles recebem auxílio-moradia. Flaviano Melo (MDB/AC), Jéssica Sales (MDB/AC), Manuel Marcos (PRB/AC) e Alan Rick (DEM/AC). Nenhum utiliza o imóvel funcional da Câmara. Só em 2019 já foi pago aos quatro um valor próximo de R$ 60 mil.

No Senado
No Senado, Marcio Bittar, Sergio Petecão e Mailza Gomes não recebem o auxílio-moradia. Sergio Petecão e Mailza Gomes fazem uso do imóvel funcional. Bittar não utiliza nenhuma das benesses que o cargo proporciona.

Precisa decidir
O ex-reitor da Universidade Federal do Acre, Minoru Kinpara, precisa decidir logo por qual partido disputará a eleição em 2020 para a Prefeitura de Rio Branco. A indecisão faz com que ele perca tempo para se ambientar ao novo lar partidário. Casamento que demora a acontecer acaba melando.

No ninho socialista
A prefeita Socorro Neri (PSB) tem tudo para decolar sua candidatura à reeleição. A seu favor, ela tem dois verões amazônicos. Este e o do próximo ano. Será decisivo, caso ela consiga reverter a situação. Tudo indica que ela conseguirá cumprir as metas estabelecidas na Operação Verão.

Sumido
Quem anda longe dos debates nesta legislatura é o deputado Manoel Moraes (PSB). Enquanto Chico Viga (PHS) passou a ser mais proativo, Moraes recua. A verdade é que Manoel Moraes nunca foi de ser eloquente, mas é o tipo de deputado que vai seguro à tribuna.

Pacificador
O líder do governo, deputado Luís Tchê (PDT), assumiu uma linha pacifista em seus pronunciamentos. Não altera a voz para rebater colegas, sempre busca o diálogo. Quando não sabe de algo, diz que vai consultar o governo. Está indo bem na condução da liderança. Não tem como não reconhecer esse novo alinhamento.

Caso Moro
O ministro da Justiça, Sergio Moro, deixou claro que não vai se afastar do cargo de ministro, após ter suas conversas vazadas a respeito de ações da Operação Lava Jato. Ele também disse que não há risco de anulação do processo que condenou Lula no caso do tríplex do Guarujá.

Em Sena…
O prefeito Mazinho Serafim (MDB) certamente vai ‘bater chapa’, como ele diz, com o deputado estadual Gehlen Diniz (PP) na disputa da Prefeitura de Sena Madureira em 2020. Vai ser uma briga de gigantes. Ambos já deixaram claro que não se bicam.

No Juruá
O prefeito Ilderlei Cordeiro (MDB) vem forte para a reeleição. Tem conseguido vencer os buracos da cidade, reduzido os índices da malária, além de manter o pagamento dos servidores em dias. Isso faz dele um forte candidato à reeleição.

Pode se frustrar
Cordeiro pode se frustrar caso o ex-prefeito Vagner Sales (MDB) lance alguém mais forte pelo partido. Ou apoie um nome fora do MDB para a disputa da refeitura. Tudo pode acontecer na terra dos Náuas.

Assuntos desta notícia