Coluna Política Local – 01.03.2018 – Jornal A Gazeta

Coluna Política Local – 01.03.2018

Habeas corpus
A 5ª Turma do STJ deve julgar nesta quinta-feira, 1º, um habeas corpus preventivo em favor do ex-presidente Lula, a fim de afastar a possibilidade de antecipação do cumprimento da pena de 12 anos e 1 mês de prisão em regime fechado. A liminar foi negada pelo vice-presidente do STJ, Humberto Martins, no dia 30 de janeiro.

Outra decisão
Antes do julgamento de mérito do pedido pelo STJ, a defesa de Lula também já apresentou o mesmo argumento ao Supremo Tribunal Federal. O ministro Luiz Edson Fachin negou a liminar e submeteu a decisão final sobre o caso ao plenário do STF.

Acelerando
Ainda não há data para o julgamento, porém, acredita-se que a decisão do STJ possa acelerar a análise do pedido no STF.

Chapa da morte
Na oposição, a chapa da morte nasce da aliança entre o MDB e o PP. As duas legendas estudam a possibilidade de se unir para disputar as vagas na Assembleia Legislativa na eleição deste ano. O ex-prefeito Vagner Sales, Roberto Duarte, Meiri Serafim, Eliane Sinhasique, todos do MDB, e Gehlen Diniz, Wendy Lima, José Bestene, todos do PP, estão na jogada.

Federalização
O deputado federal Moisés Diniz (PCdoB-AC) tem defendido a federalização da educação. Para ele, diante do sucateamento da educação pública no país, uma solução viável seria a federalização do pagamento do salário dos professores estaduais.

Regras de pagamento
Na prática, Moisés quer que as mesmas regras aplicadas ao pagamento dos deputados sejam aplicadas aos professores. É um debate delicado. Sem dúvidas encontrará resistência em Brasília.

Senado
O presidente do PSDB, Major Rocha, nega que o partido esteja trabalhando para indicar o nome de Mara Rocha à vaga de vice de Gladson Cameli. O foco é manter a pré-candidatura ao Senado. Os burburinhos voltaram após a divulgação da última pesquisa de intenção de votos.

Deputada federal
Confirmada a presença da publicitária Charlene Carvalho na disputa a uma das vagas para deputada federal. Ela concorrerá pelo PTB. A princípio, ela estava sendo cotada para sair candidata ao parlamento estadual, porém, após uma conversa com a executiva nacional, o cenário mudou.

Em sintonia
O prefeito de Xapuri, Bira Vasconcelos, a prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem, e a deputada Leila Galvão (PT), estão em sintonia com seus mandatos. Formaram uma parceria que será de extrema importância para a reeleição de Leila.

Críticas a Temer
O deputado federal César Messias (PSB) tem feito duras críticas ao Governo Federal por sua atuação na área de segurança pública e defesa nacional. Ele considera que Temer tem sido omisso, principalmente no controle de fronteiras, permitindo que o tráfico de drogas e armas ocorra sem que se dê uma efetiva ação de prevenção e combate.

Com motivo
A crítica de César é devido à retirada de homens das polícias Federal e Rodoviária Federal das áreas de fronteira para ajudar no combate ao crime na cidade do Rio de Janeiro. Plausível a revolta do socialista, tendo em vista que o Acre fica desprotegido e à mercê dos traficantes.

O convite
De brincadeira ou não, o fato é que o deputado Gehlen Diniz, durante discurso no plenário na Aleac, convidou o deputado Eber Machado (PSDC) para integrar as fileiras da legenda. O convite surgiu depois que começou a circular a notícia de que Machado estaria analisando a possibilidade de deixar a FPA.

Outro convite
Diniz não perdeu tempo e também convidou o deputado Raimundinho da Saúde (Podemos), que prometeu analisar o convite com carinho. Já circula buchicho de que pensa em concorrer à reeleição pela oposição.

Apelo na Aleac
Ontem, na Aleac, o deputado Heitor Junior (PDT) fez um apelo ao governador Tião Viana para intervir junto à Fundação Hospitalar. Mais uma vez, ele denunciou a “falta de gestão” do local. Falou sobre os equipamentos quebrados, dificuldade em fazer exames… A crítica já vem sendo feita também por outros parlamentares da base.

Será?
O discurso da deputada Leila Galvão (PT), ontem, na Aleac, fez suscitar o debate sobre a possibilidade da prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem (PT), ser vice na chapa de Marcus Alexandre ao governo do Acre. Será que Emylson Farias corre o risco de ser rifado? Não creio!

Perseguição política
Leila atribui como perseguição política as denúncias contra a prefeita. Fez questão de frisar que Fernanda tem se empenhado em arrumar a bagunça deixada por seu antecessor.

Não será
Quanto à possibilidade da prefeita de Brasileia ser vice de Marcus Alexandre, a própria Leila negou a informação. Seu discurso foi apenas no sentido de defender a colega de partido.

Assuntos desta notícia