Coluna Política Local - 05.06.2018 - Jornal A Gazeta

Coluna Política Local – 05.06.2018

Decidindo no 2º turno
O resultado da pesquisa da Agência Delta encomendada e divulgada pela TV Gazeta, com índices de intenção de voto para a disputa ao Governo do Acre, só comprovou mais uma vez que não tem eleição ganha para nenhum dos lados. Vai ser uma disputa acirrada e que deverá ser decidida apenas em segundo turno.

Disputa acirrada
Na pesquisa estimulada, Gladson Cameli aparece na dianteira, com 36,08% das intenções de voto, seguido de Marcus Alexandre, com 31,41%. O resultado da pesquisa espontânea aponta um empate técnico entre o progressista e o petista.

Bom trabalho
O favoritismo de Gladson no interior, em especial no Vale do Juruá, não é nenhuma novidade. Marcus Alexandre bem sabe que não será uma tarefa fácil angariar os votos naquela região, porém, tem feito um bom trabalho desde que iniciou o Pé na Estrada.

Difícil mesmo
O pré-candidato Ulysses Araújo (PSL) tem conseguido perceber que não é tão fácil assim quebrar a polarização entre Marcus Alexandre e Gladson Cameli. O resultado da pesquisa da Agência Delta só corrobora essa tese.

Sem novidades
Na disputa às duas vagas do Senado Federal, o resultado não mostrou grandes novidades. Jorge Viana (PT-AC) continua na dianteira, com 39,25%. É o campeão do primeiro voto. O oposicionista Sérgio Petecão (PSD) é o detentor da segunda colocação, com 32,58% das intenções de voto.

Em crescimento
Apesar de ocupar a quarta posição, Ney Amorim (PT) continua sendo o pré-candidato ao Senado que mais cresceu nas pesquisas.

No caminho
Nos bastidores políticos, as análises dos dirigentes partidários dos blocos de situação e oposição apontam que Ney Amorim deverá continuar apresentando crescimento nos próximos meses que antecedem a campanha.

Segundo voto
Não resta dúvida que Ney transita bem entre os partidos de situação e oposição, tanto que é cotado para ser o candidato que deverá receber o segundo voto, já que poderá ser opção para os dois principais blocos partidários.

Orelha em pé
O resultado dessa pesquisa certamente deixou o petista Jorge Viana de orelha em pé. Ney já mostrou que dará muita dor de cabeça, em especial, à reeleição do senador. A pesquisa apontou que Ney já ultrapassou seu companheiro de chapa em algumas cidades do interior do Acre, liderando inclusive as intenções de votos em relação aos candidatos da oposição.

Nada representam
Vale frisar que as pesquisas de intenção de voto não representam o resultado final das eleições, portanto, nada de cantar vitória antes do tempo. Muita água vai rolar ainda debaixo da ponte. Resultado de pesquisa só deve ser considerado como inspiração para se trabalhar mais.

Presidente da República
Quanto ao presidente da República, a pesquisa indicou que a preferência do acreano é o pré-candidato Jair Bolsonaro. Marina Silva e Lula ocupam a segunda e terceira posição, respectivamente.

Favorito
Embora no Acre Lula ocupe apenas a segunda posição, em outras pesquisas de nível nacional, o petista é considerado como o favorito a vencer a corrida presidencial.

Aliança forte
Francineudo Costa, a ex-vice prefeita Branca e o vereador Célio Gadelha são alguns dos nomes que estarão presentes na aliança entre o DEM e o PSDB na disputa a vagas da Assembleia Legislativa do Acre. Somam-se aos deputados Luiz Gonzaga e Antonio Pedro.

Fortes candidatos
Por falar no deputado Antonio Pedro (DEM), ele tem sido cotado para ser o mais votado na região do Alto Acre. Sua maior concorrente é colega de parlamento, deputada Leila Galvão (PT).

Assuntos desta notícia