Coluna Política Local – 14.12.2018 – Jornal A Gazeta

Coluna Política Local – 14.12.2018

A casa caiu

Nuvens escuras pairam sobre o céu do município de Senador Guiomard. Além do prefeito André Maia (PSD), o controlador-geral e secretários foram presos durante operação da Polícia Federal realizada ontem. Todos estão sendo acusados de desviar verbas públicas.

Muita grana

Mas não seria qualquer esquema, leitor. As investigações mostram que o grupo pode ter desviado mais de R$ 5 milhões de recursos públicos. Inclusive, a PF chegou até a divulgar um vídeo onde aparece a entrega de uma propina a mando de André Maia.

Mensalinho

Há indícios ainda da existência de um “mensalinho” no valor de R$ 3 mil para os seis vereadores da base aliada da atual administração municipal, cujo objetivo era a compra de apoio político na câmara.

Nada de apoio

E pelo andar da carruagem, André Maia terá que enfrentar toda essa situação sem o apoio do PSD.  Em que pese ainda ser filiado, atualmente não possui nenhum elo com a legenda, em especial, com o senador Sérgio Petecão, presidente do PSD. Os dois romperam há bastante tempo. Inclusive, na última eleição, André não apoiou nenhum dos candidatos de Petecão.

Caiu

O erro do prefeito foi achar que estava acima de tudo e de todos. Se afastou de seus principais aliados e acabou se subjugando à corrupção. O resultado está aí aos olhos de todos.

Tudo tranquilo

Os deputados estaduais já estão em ritmo de recesso parlamentar. Nessa penúltima semana de sessões deliberativas, o plenário da Casa esteve praticamente vazio, apesar das pautas pendentes para aprovação.

Tem matéria

Apesar de ser um período de votação de pautas importantes, como o Orçamento 2019 e a reforma administrativa do próximo governo, os parlamentares não estão se debruçando sobre as matérias nas respectivas comissões, a exemplo disso, a LOA.

Justificativa

A justificativa dada pelos deputados é que o Executivo ainda não encaminhou  os projetos de lei, deixando para tudo ser votado de última hora.

Culpado?

Um dos motivos para que o Orçamento ainda não esteja pela Casa é o atraso, pela equipe de transição, do envio da reforma administrativa de Gladson Cameli. As duas pautas já estão em análise pela Procuradoria-Geral do Estado. Havia a perspectiva de que a reforma não fosse votada em 2018.

Despedida

E por falar em Cameli, a sessão de ontem no Senado marcou sua despedida do Legislativo, onde foi deputado federal por dois mandatos e senador por quatro anos. Em seu discurso, o progressista pontuou ter consciência das dificuldades que enfrentará ao assumir o comando do Acre.

Tentando impedir

O vereador Manuel Marcos e a deputada estadual Juliana Rodrigues, ambos do PRB, permanecem presos. A Procuradoria Regional Eleitoral reafirmou que vai ingressar com ação de investigação judicial eleitoral (Aije) perante o Tribunal Regional Eleitoral, com o intuito de evitar que os parlamentares presos na Operação Santinhos sejam diplomados no próximo dia 19 de dezembro.

Rumores

Ventilou-se na imprensa que deputados federais, – entre os eleitos, reeleitos e derrotados -, estariam sendo investigados pelo crime de corrupção eleitoral. A notícia surgiu após a prisão do deputado eleito Manuel Marcos (PRB). Por enquanto, apenas rumores.

Visita 

O senador eleito Marcio Bittar (MDB) visitou o presidente nacional do partido do presidente eleito Jair Bolsonaro, Luciano Bivar. Marcio fez um agradecimento pessoal a Bivar e aos líderes acreanos pelo apoio que teve do grupo em sua eleição para o Senado. E, óbvio, deixou claro que atuará como senador em favor do Brasil e comprometido com o projeto de Bolsonaro.

Aprovado I

Câmara de Rio Branco aprovou o orçamento de Executivo para 2019. O valor para o próximo ano será R$ 829 milhões. A Secretaria Municipal de Gestão Administrativa ficou com a maior fatia do bolo, R$ 195 milhões.

Aprovado II

Os vereadores aprovaram também o PL de autoria do Executivo no qual autorizam os motofretes a transportarem passageiros. Depois de um ano intenso e marcado por manifestações, finalmente as duas categorias ficaram satisfeitas.

Em grande estilo

O vereador Roberto Duarte (MDB) se despediu em grande estilo do mandato na Câmara de Rio Branco. Homenageou os colegas de parlamento, bem como os servidores da Casa. Um clima de companheirismo reinou no plenário no parlamento municipal, até que a Ordem do Dia começou.

Gol de placa I

O emedebista deixou os colegas nervosos ao ter sua proposta de emenda à Lei Orgânica do Município colocada em pauta para votação. Ele pleiteava que os vereadores voltassem a legislar a respeito do aumento na tarifa de ônibus. Óbvio que a matéria foi rejeitada. Mas, isso já era esperado. O “X” da questão é que mais uma vez ele deixou os vereadores em uma situação delicada com a população.

Gol de placa II

Tão logo a emenda foi votada e rejeitada, o povo já estava querendo saber o motivo pelo qual os parlamentares optam por se abster do debate. Foi um gol de placa de Duarte.

Ele é bom!

O emedebista deixa a Câmara com uma imagem muito fortalecida. E ainda tem gente que duvida de sua capacidade política. Duarte é uma liderança e a maior prova disso foi a sessão de ontem. Uma pena que não estará na bloco da oposição na Aleac. Mas, ainda assim estamos na expectativa de ver bons debates por lá.

Assuntos desta notícia