Coluna Política Local- 22.01.2019 – Jornal A Gazeta

Coluna Política Local- 22.01.2019

Críticas I
Depois de entrar com pedido de foro privilegiado ao STF e conseguir suspender, temporariamente, as investigações do caso Queiroz, o senador Flávio Bolsonaro foi duramente criticado no Twitter. Mas, as críticas não vieram só de eleitores do PT: os eleitores de Bolsonaro também cobraram uma outra postura do filho do presidente.

Críticas II
As críticas pioraram após circular um vídeo antigo, de março de 2017, gravado por Jair Bolsonaro ao lado do filho, no qual se declararam contrários ao foro privilegiado. Tão contrários que na primeira oportunidade pede socorro ao STF. 

Bem avaliado
Antes da notícia do arquivamento, os brasileiros estavam bem otimistas em relação governo de Bolsonaro. Pelo menos é o que indica a pesquisa CNI/Ibope divulgada na quinta-feira da semana passada.

Resultado I
Segundo a sondagem do Ibope, encomendada pela Confederação Nacional da Indústria, 75% dos brasileiros acreditam que o presidente eleito e sua equipe estão “no caminho certo”, enquanto apenas 14% acham que ele e seus indicados estão no “caminho errado”.

Resultado I
A pesquisa também identificou que cerca de dois terços dos brasileiros – 64 % – têm a expectativa de que o próximo governo será “ótimo” ou “bom”. Outros 18% afirmam que o governo Bolsonaro será regular, 14% acreditam que será “ruim” ou “péssimo”, e 4% não responderam.

Problemas no país
Para a maioria dos entrevistados, saúde e desemprego são os principais problemas do país: os temas foram citados por 46% e 45%, respectivamente. A corrupção foi mencionada por 40%, enquanto a segurança pública foi lembrada por 38%. 

Continua?
Vejamos se os números continuam os mesmos após a o arquivamento do caso Queiroz. Só lembrando que tal situação ocorreu após um pedido do filho do presidente Bolsonaro, o Flávio Bolsonaro. 

Decidido!
Gladson Cameli (PP) decidiu que todos os empreendimentos de iniciativa público-privada serão administrados apenas pelos empresários. O primeiro dos negócios, a ser feito levantamento para a venda, é a Peixes da Amazônia, que recebeu investimento de mais de R$ 80 milhões de reais do Governo do Acre.

Batido o martelo
“A decisão de passar esse empreendimento para a iniciativa privada já foi tomada pelo governador, ele já determinou que a equipe econômica, junto com a PGE, encontre uma forma de executar essa decisão, de forma legal, e que o Estado não tenha ainda mais prejuízo do que já teve. A princípio ele não estabeleceu prazo, até porque todos estão sobrecarregados com os problemas emergenciais, mas, a médio prazo, essa demanda vai entrar em pauta”, disse o porta-voz do governo, Rogério Wenceslau.

Sem prazo
Não há prazo para que a operação seja concluída. Por hora, está sendo feito apenas um levantamento financeiro para que garanta que o Acre não perca com a transação.

‘Despetização’
O Movimento Brasil Livre (MBL) do Acre, ao que parece, não anda curtindo as nomeações de alguns petistas em cargos estratégicos do governo de Gladson Cameli. E já prometeram que se o Chefe do Executivo continuar com tal atitude irão às ruas protestar. 

Comunicado público
“Não o elegemos para ser encantador de serpentes do PT. O escolhemos para ser o governador que iria trazer o modelo real de transformação ao Acre. Não queremos as hienas petistas ocupando cargo algum no governo e nem do governo. Pedimos um esclarecimento e uma satisfação para o povo acreano que confiou o voto em você”, diz o MBL em comunicado público.

Estranho
O fato é que tem causado estranheza aos eleitores a permanência de petista na equipe. O resultado nas urnas indicava que a população estava saturada da gestão petista. Optaram por uma mudança e agora temem que ela não chegue. 

Resposta
A secretária de Empreendedorismo e Turismo do Acre, Eliane Sinhasique, rebateu as críticas que vem sofrendo por parte de alguns correligionários do MDB. Por meio de sua página no Facebook, ela disse que não adianta lhe pressionarem e muito menos ameaçarem por cargos na administração pública do governo, pois tal decisão depende de ordem governamental. 

Pede ao Gladson
“Se querem cargos, precisam pedir direto para o governador! Ainda não foi nomeado ninguém para a Secretaria de Empreendedorismo e Turismo. Podem olhar o Diário Oficial!”, escreveu Sinhasique.

Economia
Por conta da crise financeira no Acre, muitos cargos no governo ainda não foram preenchidos. A palavra de ordem é economia. 

Assuntos desta notícia