Coluna Política Nacional – 10.06.2018 – Jornal A Gazeta

Coluna Política Nacional – 10.06.2018

Enroladas da Lava Jato já faturam R$143 milhões
As empreiteiras enroladas na Lava Jato embolsaram R$142,9 milhões desde o início de 2018 em contratos com o governo federal, apesar de toda roubalheira que fizeram na Petrobras. A Odebrecht, que teve mais de 70 acordos de delação premiada fechados por executivos para dar detalhes das maracutaias da empresa, continua a mais “prestigiada” e faturou R$ 94,8 milhões; exatos dois terços do total pago até agora.

Troco do pão
Mesmo com o maior faturamento, a Odebrecht está a anos luz dos R$3 bilhões que recebeu de 2012 a 2014, auge do relacionamento com PT.

Já levou mais
Em 2016, o valor recebido apenas nos cinco primeiros meses do ano foi cerca de cinco vezes superior ao atual: R$662 milhões.

Coadjuvantes
Faturam menos Queiroz Galvão (R$23,3 milhões), Constran (R$13,3 milhões), Galvão (R$9,7 milhões) e Engevix (R$1,6 milhão).

À margem
Outras empreiteiras não receberam nada até agora. Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, OAS e Mendes Júnior estão zeradas.

Sucessor de Temer  nomeará 2 ministros no STF
Até o final do mandato do presidente Michel Temer não há previsão de abertura de vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) para ele indicar. Já o seu sucessor, que será escolhido em outubro, terá pelo menos duas: do decano, Celso de Mello, que se aposentará em novembro de 2020, e do vice-decano Marco Aurélio, que em julho de 2021 vai pendurar a toga porque atingirão a idade-limite de 75 anos.

Mais dois em 2023
Os ministros que se aposentarão na sequência, mas só daqui a cinco anos, em 2023, são Ricardo Lewandoiski e Rosa Weber.

Lenta renovação
É baixa a média de idade dos ministros do STF. Luiz Fux, por exemplo, só cai na “expulsória” em abril de 2028 e Cármen Lúcia um ano depois.

É só o começo
Gilmar Mendes sai do STF em 2030, Fachin e Luís Roberto Barroso em 2033, Dias Toffoli em 2042. Alexandre de Moraes só daqui a 25 anos.

Crise da meia idade
Ao completar 56 anos, a Eletrobras passa por uma crise de meia idade. Com filhos (distribuidoras) dando prejuízos bilionários e sem saber o que fazer, a solução é o Brasil se livrar dela, com a privatização.

Sem pressa
O projeto de lei que privatiza a Eletrobras “não é prioridade” das lideranças do governo Michel Temer no Congresso, diz a Agência Infra. O projeto tem urgência, mas não tem “urgência, urgentíssima”.

Até isso, excelência?
Os políticos amam se meter em futebol. Projeto do deputado Capitão Augusto (PR-SP) obriga árbitros de futebol a declararem (por escrito) o time do coração, para impedi-los de apitar jogos desses clubes.

Passo importante
Será apresentado nesta quarta (13), com uma semana de atraso, o parecer do relator do novo Código de Processo Penal, João Campos (PRB-GO). Prevê prisão após as sentenças da segunda instância.

Outra bússola
As prioridades na Câmara mudaram após a greve dos caminhoneiros. Toda a pressa agora na viabilização dos projetos oriundos das dez medidas provisórias editadas pelo governo para contornar a crise.

Contratar como?
Quebrados, os Correios anunciaram que o Programa Jovem Aprendiz terá inscrições encerradas nesta segunda. São 4.983 vagas de trabalho para jovens entre 14 e 22 anos completos, e pessoas com deficiência.

Jacaré e cobra d’água
Apoiadores do ex-governador cearense Ciro Gomes tentam articular na Câmara uma improvável aliança entre o PDT do cearense e o DEM de Rodrigo Maia. Um autêntico casamento de jacaré com cobra d’água

E as votações?
A Câmara marcou para esta segunda (11) a sessão para homenagear os 28 anos da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural. Votação só na terça. E olhe lá.

Assuntos desta notícia