Coluna Política Nacional – 11.01.2019 – Jornal A Gazeta

Coluna Política Nacional – 11.01.2019

Bom começo

O novo presidente da Câmara de Rio Branco, vereador Antônio Morais (PT), começou a gestão tentando viabilizar a construção da nova sede. Recentemente, reuniu-se com representantes da Caixa Econômica para tratar sobre a criação do Fundo Especial e abrir diálogo com a instituição financeira em busca de recursos. Uma iniciativa acertada, sem dúvida. Uma ação que já deveria ter sido tomada pelos presidentes anteriores.

Reforma

O novo prefeito de Senador Guiomard, Gilson Pessoa (PP), seguindo o exemplo de outras gestões, decidiu enxugar a máquina pública e anunciou apenas dez secretários. As nomeações atendem apenas à continuidade dos serviços públicos.

Carta 

E, por falar em Senador Guiomard, bizarra a carta enviada pelo prefeito afastado e preso, André Maia (PSD). Indo ao lado oposto das provas, o gestor afirma que a denúncia do desvio de R$ 5 milhões não existe, tendo em vista que a prefeitura comprou somente R$ 1,4 milhão desde que assumiu a gestão municipal.

Conspiração?

Ele destacou, ainda, que a renúncia do seu vice, Judson Costa (PPS), mostra como o presidente do parlamento municipal vem “agindo de forma espúria nos bastidores”, e teve como principal objetivo chegar ao cargo de prefeito.

Muito estranho

“Não posso provar no momento, mas é muito estranho o Judson, que sempre quis ocupar o cargo de prefeito, simplesmente abdicar do mandato desta forma. É no mínimo incoerente. Judson sempre esteve de perto, acompanhando o andamento da administração, conseguiu liquidar a folha no final do ano, que era a nossa principal preocupação, e depois renuncia? Acho que não foi somente eu que fui gravado ilegalmente”, disse André Maia.

Orientados

Em outro trecho da carta, André Maia diz que o inquérito da Polícia Federal mostra claramente que houve orientação de policiais na forma do presidente da Câmara de Vereadores do Município agir. “Acho que um inquérito isento não poderia ser feito dessa forma, com orientação de policiais. Muito menos quando um delegado pede para que seja falsificada sua assinatura para continuar realizando as gravações da suposta investigação, como já foi comprovado por meio de áudio que vazou na imprensa”, ressalta Maia.

Denúncia suspeita

Para o prefeito, a Ação Civil Pública que a Prefeitura de Senador Guiomard entrou contra Gilson por ter vendido, por meio da empresa Funerária Santa Luzia, mais de R$ 300 mil sem licitação em gestões anteriores, gerou a perseguição.

Questionamentos

Ele finaliza questionando os motivos de ainda estar preso, tendo em vista que o inquérito policial, segundo ele, já foi finalizado.

Líder do governo

O deputado Gehlen Diniz (PP) será o líder do governador Gladson Cameli (PP) na Assembleia Legislativa. Boa escolha do progressista, tendo em vista a eficiência dos deputados da oposição. Gehlen é preparado, e certamente irá responder à altura os questionamentos dos oposicionistas.

Na briga

O deputado Wendy Lima (PSL) resolveu entrar na briga pela primeira secretária da Aleac. Além dele, os deputados Roberto Duarte (MDB) e Luiz Gonzaga (PSDB) também estão na disputa. Nos bastidores, a notícia que circula é que o tucano, por ora, está levando a melhor.

No grupo

Pelo visto, os oposicionistas não estão muito interessados em saber qual o lado político de seus gestores, desde que apresentem resultados. Assim segue o pensamento do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (PP), que resolveu nomear Gemil Junior, cumulativamente, nos cargos de Secretário de Administração da cidade e de Obras e Infraestrutura.

Justificativa

Gemil será o ‘braço direito’ de Cordeiro. A ele foi delegado: ordenança de despesas da folha de pagamento, autorizar empenhos, efetuar pagamentos relativos aos programas, subprogramas, projetos e atividades das duas secretarias, incluir na folha de pagamento benefícios e vantagens de servidores previstos em lei, bem como firmar e executar contratos, convênios e termos de cooperação, no âmbito das ações inerentes a essa Secretaria, sem prejuízo de suas funções e responsabilidades legais.

Com moral

Acima de Gemil, só o prefeito da cidade. Chegou chegando em Cruzeiro do Sul.

Assuntos desta notícia