Como está o seu relacionamento? – Jornal A Gazeta

Como está o seu relacionamento?

Olá, tudo bem?

Está enfrentando uma desilusão amorosa?

Olha só, alguém pode ter ferido os seus sentimentos, feito você sofrer, te magoado. E tudo isso te fez chorar muito. Realmente é muito doloroso!

Mas agora chega! Essa história de ficar se rastejando, choramingando, se humilhando, por favor, essa atitude somente te diminui e desvaloriza você.

Sinceramente, tudo tem limite! E você precisa e deve seguir em frente.

Outra mais, até quando você ocupará a posição de vítima? Você espera que a pessoa tenha pena de você? Isso seria lastimável!

Saiba que todo esse seu sofrimento de forma alguma chamará a atenção de quem foi embora de sua vida, pelo contrário, fortalecerá a atitude dele ou dela, pois ficar com alguém na relação por pena, por apelação, é ferir a si mesmo. E se ficar, será destrutivo emocionalmente para você saber que o outro não te ama mais, que está com você por pena, porque implorou e quem sabe, ameaçou até mesmo tirar a própria vida, e com medo, a pessoa resolveu “ficar”, ambos prisioneiros de uma relação doentia e humilhante. Você acha isso certo?

Então, pare com isso!Deixe o outro ir.

Quem estiver ao nosso lado, precisa está porque nos ama, respeita, deseja.

Pare de se anular e estragar a sua vida por causa de um relacionamento que não deu certo. Essa pessoa fez parte de sua história, mas não é a SUA HISTÓRIA!

Veja o lado positivo, você pode re – escrever uma nova história, analisando e admitindo o que fez ou o que deveria ter feito, afinal, em uma relação conflituosa, ambos têm culpa, um mais, outro menos, mas têm.  Olhe para as SUAS falhas, aceite e corrija. Assim, evitará repetir os mesmos erros em uma futura relação.

Use tudo o que viveu, como uma experiência que aconteceu para o seu crescimento e fortalecimento, somente assim podemos afirmar que de fato, aprendemos com os erros.

E lembre-se, você precisa de alguém que respeite suas ideias, seus sonhos, seu talento, sua forma de viver, outra coisa, jamais abandone os seus sonhos, para sonhar o sonho do outro. Se anular, nunca mais!

Resgate o seu amor próprio, sua autoestima, seu prazer de viver, sua alegria, seu sorriso, resgate a sua vida.

Mas agora analise comigo uma outra situação na relação.

Digamos que o seu relacionamento esfriou, está chato, tornou-se uma rotina, e convenhamos, rotina é desgastante, então não tem essa de: “Que o nosso amor se torne rotina.” Tire essa frase feita do seu diálogo interno e consequentemente do seu relacionamento. Não é aconselhável que o seu amor, sua vida a dois se torne uma rotina. Quando isso acontece a relação corre um sério risco de morrer. Saiba que precisamos inovar, dinamizar, procurar fazer coisas, programas e até apimentar a nossa relação. Use sua imaginação! Procure uma vez ou outra sair do habitual. Faz muito bem!

Diante disso, me diga uma coisa.O que você tem feito para agradar a pessoa que ama? Onde anda a deliciosa paixão?Quando você vê a pessoa amada o coração dispara, acelera, se alegra? Será quê, no final do dia vocês ao se encontrarem, se beijam, se abraçam?

Mas Claudia, é por que depois de tanto tempo, isso não importa mais, perde a graça, inclusive a libido também.

Pois é, infelizmente muitos casais começam a esquecer a importância do abraço, do beijo, doamasso, dos elogios.

Param de prestar atenção um ao outro, esquecem que um relacionamento está além de um sentimento, que é um compromisso, um pacto.

E precisamos lembrar que no cenário atual os tempos são outros, podemos contar inclusive com a medicina para nos ajudar quando os hormônios estiverem sofrendo alterações. Então, nada de usar a falta de ânimo e desejo como justificativa.

Às vezes, alguns casais se separam com um outro tipo de justificativa, a incompatibilidade.

Meu amigo, minha amiga, deixe-me dizer uma coisa, na prática a incompatibilidade é real, o que precisamos é decidir aceitar o outro do jeito que o outro é, pois você também tem costumes, hábitos, comportamentos diferentes, e quer ser aceito. É ou não é assim?

Então, se deseja ser aceito, aprenda, esteja disposto a aceitar também.

Quanto ao egoísmo, cuidado com ele! Pois o mesmo pode roubar ou destruir a sua Felicidade!

Se perdoou, pare de jogar erros passadona cara, isso só inflama, irrita, afasta e desgasta.

Tem magoado, ferido com palavras? Pare com isso! Palavras agressivas, humilha, maltrata e fere a alma. Portanto, pense antes de falar, pondere.

Outros costumam afirmar: se você não mudar, eu vou embora. Daí eu pergunto, e você, onde foi capaz de mudar? Saiba que tais expressões abrem portas altamente perigosas.

Casais, a vida passa tão rápido! Então, não perca tempo! Resgate o relacionamento que um dia você escolheu viver e construir juntos uma história onde conflitos, contratempos iriam existir, mas o amor, o compromisso de enfrentar e lutar era maior que todas as diferenças. Então, resgate esse pacto, renove o amor, e não espere o outro dá o primeiro passo, seja você aquele que foi e é capaz de reconhecer, admitir, voltar atrás, dar o braço a torcer. Casais, chega de atitudes egoístas e mesquinhas! Desarmem-se e invistam em vocês dois, tornem-se de fato uma unidade.

Que a luz divina possa iluminar a mente e fortalecer o amor, o relacionamento de vocês.

Um forte abraço!

Fique com Deus!

 

(*) Cláudia Correia de Melo Torres é terapeuta de adolescentes, individual e de casal. Escritora. Palestrante. Faz atendimento online e presencial para você e sua família. Skype: claudiacorreiamt / Cel. (82) 9 9641-5787.

Assuntos desta notícia