Defeitos mais comuns em vidros elétricos do carro – Jornal A Gazeta

Defeitos mais comuns em vidros elétricos do carro

A eletricidade no automóvel vem substituindo uma série de operações que o motorista antes fazia manualmente. Hoje é tudo na base da eletricidade: para abrir a tampa do porta-malas, para levantar os vidros, para acionar o volante e entre todas essas modernidades, a que mais tomou conta dos automóveis foram os vidros elétricos.

Quais seriam os defeitos mais comuns em vidros elétricos? Você consegue consertar? Depois da luz de freio e lâmpada de farol baixo, o vidro elétrico é o equipamento do seu carro que mais pode apresentar defeitos. Alguns deles são bem evidentes. Se o vidro ficar “caindo” dentro da porta, ou acontecer muito barulho ao funcionar, então provavelmente o defeito é na máquina que é levantada pelo motor elétrico.

Nesse caso a máquina deverá ser trocada em loja de acessórios automotivos como o site lojapecasauto.pt ou lojas físicas. Basicamente, o sistema de vidros elétricos é composto por botões nas portas, motor de acionamento (também nas portas) e central de comando (sob o painel). Em alguma parte desse conjunto, algum componente falhou para que o processo de abertura e fechamento tenha sido interrompido.

Antes, porém, é preciso verificar se apenas um ou todos os vidros estão funcionando corretamente. Isso é importante porque pode determinar de forma mais rápida, a solução do problema. Confira algumas dicas do técnico mecânico Ricardo de Oliveira do site Notícias Automotivas:

  1. Botão: É um dispositivo que recebe informação da central de comando do sistema para os vidros e nela vem dados como subida e descida, parada ou retração em caso de retenção de seu movimento (antiesmagamento). Se o vidro elétrico de uma determinada porta não responde ao botão localizado na mesma e funciona normalmente com o fixado na entrada do condutor, então, obviamente, o problema está no botão. Se ambos não ativam o vidro, então é sinal de que o problema pode estar no motor de acionamento.
  2. Motor de acionamento: Os vidros elétricos são acionados diretamente por um motor localizado no interior da porta. Esse dispositivo é elétrico, como diz o nome, e pode falhar por diversos motivos. O motor do vidro elétrico pode ter sido atingido por infiltração de água, corrosão nos contatos elétricos ou mesmo rompimento da fiação de comunicação com o mesmo. Um dos problemas nesse caso é o isolamento do platinado, o que pode ser resolvido de forma simples com um profissional especializado.
  3. Central de comando: Tendo-se em mente a situação acima, é importante saber que, caso todos os vidros elétricos não estejam funcionando, então devemos descartar botões e motores de acionamento. O problema aí fica geralmente sob o painel, dentro do compartimento de fusíveis e relês do veículo. Nesse caso, se todos os vidros não funcionam, é sinal de que o relê desta central queimou. Não há reparo para o dispositivo que comanda o funcionamento geral, por isso a saída é substitui-lo por um novo.
  4. Alarme: O alarme com acionamento do vidro elétrico também pode causar interrupção de seu funcionamento em caso de falha no dispositivo de segurança. Por isso, é importante observar se os vidros falham quando apenas o alarme é ativado. Em todo caso, se não souber resolver este ou outros problemas associados com o vidro elétrico, busque uma loja especializada.

 

 

 

Assuntos desta notícia