Deputado fala sobre ameaças que sofreu depois da instalação de CPI do transporte público – Jornal A Gazeta

Deputado fala sobre ameaças que sofreu depois da instalação de CPI do transporte público

O deputado estadual Eber Machado (PSDC) voltou a destacar na sessão de ontem, 12, na Assembleia legislativa do Acre (Aleac), que tem sido vítima de ameaças em decorrência de ter se posicionado contrário ao reajuste na tarifa de ônibus em Rio Branco.

Na ocasião, o parlamentar reforçou que as ameaças não o farão desistir do debate. “O futuro ao nosso Deus pertence. Tenho sido vítima de ameaças, mas não tenho medo. O que temo é apenas sair acovardado dessa Casa do Povo, de não promover o debate em prol do povo”, disse o parlamentar ao lembrar ainda que já teria registrado um Boletim de Ocorrência.

De acordo com Eber, em depoimento, ele teria sofrido duas ameaças. A primeira teria ocorrido por meio de um telefonema onde o agressor teria dito a ele para tomar cuidado ao abordar o assunto, pois, não sabia onde estava se metendo. A segunda ameaça ocorreu nas mediações do Mercado do Bosque. Segundo o parlamentar, dois homens passaram por ele em uma moto e repetiram a ameaça.

Eber reforça que as ameaças surgiram após o parlamentar ter sugerido a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o sistema de transporte público da Capital.

“Apesar de ameaçado, quero apenas informar que essas pessoas estão perdendo tempo. Continuaremos fazendo o meu trabalho com muita responsabilidade e não serão essas ameaças que me farão parar ou me calar”, disse.

 

Assuntos desta notícia