Jornal A Gazeta

Deu no que deu

Deflagrada com a espetacularização que se tornou uma marca, as consequências desastrosas para a economia já começaram a surgir ontem com a Operação “Carne Fraca”, realizada pela Polícia Federal contra os maiores frigoríficos do país.

Por mais que o Governo Federal tentasse ao longo do final de semana contornar o problema, fazendo reuniões e oferecendo inclusive um suculento churrasco para embaixadores, países da União Europeia, China, Malásia e outros já anunciaram a suspensão da importação de carne e derivados, atingindo em cheio o agronegócio, um dos poucos setores que ainda vinham resistindo à crise econômica.

Porém, não foi por falta de aviso. Há muito tempo que advogados, juristas, analistas políticos e até ministros do STF vem alertando sobre o modus operandi da decantada Operação Lava Jato, que é o da espetacularização e deu no que deu.

Um dos delegados da dita operação mobilizou um exército de agentes, convocou a Rede Globo e fez aquele espetáculo, sem o mínimo cuidado de separar problemas pontuais de alguns poucos frigoríficos, colocando todo o setor no mesmo balaio.

Aliás, foi o mesmo delegado que deflagrou aqui no Acre a Operação G-7, causando graves problemas para a economia local, e no final todos os envolvidos, sem exceção, acabaram absolvidos por falta de provas.