Devolvendo a segurança para o povo – Jornal A Gazeta

Devolvendo a segurança para o povo

A convocação dos aprovados para as 517 vagas dos concursos públicos das polícias Civil e Militar cada vez mais se torna concreta. Após o anúncio da convocação feita pelo governador Gladson Cameli, os trâmites começaram a se desenrolar. Ontem, 12 saiu o cronograma. Na próxima terça, 16, será publicado o edital de convocação no Diário Oficial do Estado.

A convocação é a realização de uma das maiores promessas de campanha de Gladson Cameli, e trata-se de um grande primeiro passo, quase que uma “passada de girafa”, para ampliar o combate à violência e ao crime organizado que se instalou no Acre, nos últimos anos.

Mais policiais nas ruas traz uma sensação maior de segurança. E a população acreana precisa se sentir mais segura mesmo. Segura para comprar, vender, empreender, investir, praticar esportes, ações solidárias e sociais, para o lazer. Chega de ser refém do medo.

Esses 517 policiais vão dar um reforço às polícias que, de fato, estão carentes de efetivo. Na Civil, por exemplo, essa semana mesmo teve denúncias na mídia de que apenas um dos seis peritos papiloscopistas estava atuando. Os demais estavam indisponíveis (licença, e outros casos).

Contudo, uma coisa deve ser observada: é um primeiro passo. E daqui pra frente? O que vai ser? Mais aparato? Mais equipamentos? Investir na inteligência? Mais policiais? Capacitação? A nova gestão tem que fazer essa reflexão. O Acre precisa voltar a se sentir seguro.

Assuntos desta notícia