Direção do Hosmac denuncia falta de remédios e médicos; Secretaria culpa gestão anterior – Jornal A Gazeta

Direção do Hosmac denuncia falta de remédios e médicos; Secretaria culpa gestão anterior

O único Hospital de Saúde Mental do Acre, o Hosmac, está com problemas com relação à disponibilidade de medicamentos e na logística de atendimento. A informação foi confirmada pelo diretor interino, Marcos Araripe.

Segundo Araripe, a unidade está com déficit de pelo menos 25 tipos de remédios, além da redução de 60 horas semanais no atendimento por falta médicos, que não tiveram seus contratos provisórios renovados.

“Dois médicos não renovaram a situação do contrato provisório. Com isso, tivemos um déficit de 60 horas semanais de profissionais. Os remédios estão em falta há oito meses”, afirma.

À reportagem, o responsável pelo Departamento de Assistência Médica da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), Jhon, afirma que o problema instalado na unidade de saúde é devido à gestão anterior, que não deixou estoque suficiente para manter as unidades durante a compra do primeiro trimestre de 2019.

“Nossa equipe do Departamento de Assistência Farmacêutica (Dafi) não mediu esforços em manter o atendimento das unidades. Recebemos os almoxarifados com estoque mínimo para alguns itens e outros já estavam zerados há meses”, aponta.

Jhon destaca que a situação se agravou pela falta de processos licitatórios com vigência para este ano.

“O DAFI buscou manter o abastecimento das unidades, mesmo que minimamente, através de doações com o exercício, secretaria de outros Estados e outras instituições de saúde.”

A assessoria da Sesacre informou que a situação da falta de médicos será resolvida após o processo seletivo simplificado.

Assuntos desta notícia