Direto ao ponto – Jornal A Gazeta

Direto ao ponto

O Governo do Estado emitiu nota oficial ontem para comunicar que os servidores do Pró-Saúde não terão os seus vencimentos relativos ao mês de dezembro creditados no prazo certo, o que deveria ser até ontem, dia 7. Uma decisão que, infelizmente, foi necessária em função, segundo o comunicado, da ausência das medidas legais para o empenho orçamentário de responsabilidade da gestão anterior.

Sem floreios e sem ‘arrodeios’, a notícia foi dada, e pronto. Se tem dinheiro em caixa, paga-se, e ponto final. Se não tem, como é o caso, não tem o que inventar. Não existe fórmula mágica para “fazer dinheiro” do nada.

Tal medida está sendo criticada, e ela é, de fato, negativa. Pesa no bolso das pessoas? Sim, pesa.  Você, leitor, sabe disso! E, com 100% de certeza, a equipe da nova gestão do governo sabe melhor do que ninguém disso. E é por isso que a mesma nota deixa bem claro que a equipe do governador Gladson Cameli se solidariza com os trabalhadores, valoriza-os e está tomando as medidas possíveis para resolver essa situação o mais breve possível. Não há razão para pânico ou desespero.

Nestas horas é preciso ter a franqueza e humildade de vir a público e falar “reconhecemos o problema, estamos lidando com ele”. A nova gestão assumiu tal postura, e certamente vai arcar com esse e muitos outros compromissos. Esse é o discurso de Gladson desde os tempos da sua campanha. Chegou a hora de exercê-lo, com calma e paciência.

Assuntos desta notícia