E o Acre como fica? – Jornal A Gazeta

E o Acre como fica?

Por conta da nova e insana política ambiental do atual Governo Federal e das sandices que vem sendo proferidas pelo presidente da República sobre a questão, tudo leva a crer que o Fundo da Amazônia está com os dias contados, com graves consequências e prejuízos financeiros para a região, inclusive para o Acre.

Como já foi divulgado, pelo menos, autoridades de dois países, a Noruega e a Alemanha, já declararam que, a permanecer a posição do Governo brasileiro e as declarações destrambelhadas do presidente da República, o Fundo será extinto e não mais contribuirão com recursos para a preservação ambiental da região. Assim como a França também já se manifestou a respeito.

Além da questão ambiental, para se ter uma ideia dos prejuízos que este rompimento representa basta lembrar que o Fundo da Amazônia, criado em 2008, tem cerca de R$ 3,4 bilhões em doações destinadas à conservação ambiental, com a redução do desmatamento, e apoio a projetos de comunidades de extrativistas e agricultores da região.

O que se pergunta que posição o atual Governo do Acre vai tomar diante dessa situação, considerando que o Estado, ao longo dos últimos anos, foi um dos mais beneficiados com esses recursos, sobretudo, oriundos da Alemanha?

Por mais afinado que esteja com o Governo Federal, o Governo do Acre precisa reagir ou cometerá a mesma irresponsabilidade ou burrice, com a perda de milhões de reais.

Assuntos desta notícia