Gás de cozinha fica mais caro – Jornal A Gazeta

Gás de cozinha fica mais caro

A Petrobras aumentou em 3,43% o preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP Residencial), o gás de cozinha, para botijão de 13 quilos às distribuidoras. O reajuste começa a valer neste domingo, 5, quando o botijão passa a custar R$ 26,20.

Há três meses ocorreu o último reajuste e o valor do gás de cozinha subiu de R$ 25,07 para R$ 25,33 para as distribuidoras. De novembro de 2018 para abril deste ano, o gás de cozinha registrou um aumento real de R$ 3,10.

Atualmente, a botija de 13 quilos é comercializada em média pelo valor de R$ 80 na capital acreana. Porém, esse valor pode ser alterado à medida que os estoques forem renovados.

Com o aumento, o produto pode ficar pelo menos R$ 2 mais caro para os consumidores acreanos.

Em nota, o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que as empresas distribuidoras associadas à entidade foram comunicadas na tarde de sexta-feira, 3, pela Petrobras que o GLP residencial para embalagens de até de 13kg ficará mais caro. De acordo com o Sindigás, o reajuste oscilará entre 3,3% e 3,6%, de acordo com o polo de suprimento.

 

Assuntos desta notícia