Gazetinhas – 01/04/2019 – Jornal A Gazeta

Gazetinhas – 01/04/2019

*Dia triste ontem com esse incêndio no campus do Ifac em Cruzeiro do Sul.

*As causas ainda são desconhecidas. O prédio é novo. Foi entregue em setembro de 2018.

*Interessante e curioso nesse fato é que também no dia 30 de abril de 1992 a Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) sofria com as chamas.

*Os motivos dados na época foram problemas no sistema de refrigeração em um ar-condicionado.

*Naquele mesmo ano, 17 dias depois, o governador do Acre, Edmundo Pinto fora assassinado em São Paulo-SP.

*Um fato histórico que merece ser lembrado é que a Aleac naquele ano instalara uma CPI para apurar desvios de recursos do Canal da Maternidade.

*Com o incêndio, foi-se junto depoimentos do governador Edmundo Pinto dados a CPI, além de documentos.

*O relatório nunca foi publicado. Os fatos históricos se comunicam.

*Hoje é 1° de maio, Dia do Trabalhador!

*Nada a comemorar. Desmonte de direitos conquistados. Desemprego por todo o País.

*Seu Thomas da Bolandeira apresenta dados do IBGE. Diz que já são mais de 13 milhões de desempregados.

*Triste, lamentável.

* “Mudaram as estações, nada mudou… Mas eu sei que alguma coisa aconteceu, tá tudo assim, tão diferente”.

*Na Aleac, a sessão foi em clima de feriado, amena, sem grandes debates.

*Nos corredores, a possível saída do deputado Gehlen Diniz da liderança do governo.

*Sinceramente, penso que não se concretize, só se o próprio deputado quiser. Ele, hoje é o presidente da Comissão de Constituição e Justiça. Comissão importante.

*Pelo sim, pelo não, aguardemos!

*Deputado Jenilson Leite (PCdoB) não para. Roda os quatro cantos do Acre.

*Não é à toa que ele teve uma ruma de votos, furando o bloqueio e desbancando figurões, em 2018.

*Anda silenciado…

*O bom deputado Antônio Pedro, neste mandato, anda meio sumido.

*Antônio Pedro é uma espécie de Chagas Romão, pois só traz à tribuna aquilo que realmente acontece. Outro detalhe: é sincero.

*Pesado o climão entre os militares…

*Pediram a cabeça do comandante-geral, Márcio César, e do subcomandante, José Messias.

*Não se sabe se o Major Rocha vai lhes dá junto com o governador Gladson Cameli.

*Penso que o problema aí é mais complexo. Faltam policias, o déficit é grande. O comandante não pode pagar uma conta que não é sua propriamente dita.

*O governo precisa encontrar um caminho para resolver a questão. Pode tirar Mário, colocar Joaquim, se o governo não mover as águas…

*O milagre não acontece!

*Olha o Guardião!

*Um ‘abirobado’ pergunta o que é esse troço de Guardião que tanto falam. Credo!

*Reponde seu Thomas, responde.

*Bom feriado!

*Interino: JOSÉ PINHEIRO

Assuntos desta notícia