Gazetinhas – 03.02.2019 – Jornal A Gazeta

Gazetinhas – 03.02.2019

*Domingo bombando na série de entrevistas do Jornal A GAZETA com os novos secretários do governo Gladson.
* Desta vez o secretário de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano, Thiago Caetano, deu uma aula de como não ser um gestor “mais do mesmo”.
* Caetano, já com certa experiência em trabalhar no Dnit com cores mais Progressistas, enquanto o governo estadual era vermelho PT, falou sobre vários projetos da gestão passada que vão mudar totalmente a sua finalidade.
*Deixou bem claro que, na parte de obras, o governo Gladson vai ser bem diferente dos antecessores.
*Vale a pena conferir logo ali ao lado, na página 5!
*Falando em mesmice, a Aleac, na última sexta-feira, estava igual à música do Renato Russo.
* “Mudaram as estações, nada mudou. Mas eu sei que alguma coisa aconteceu. Tá tudo assim, tão diferente”.
*É que velhas figuras da política acreana estavam na Casa, mesmo sem mandato.
* Mas, nem todos seguem a unanimidade…
*Quem confirma isso são os deputados Roberto Duarte e Meire Serafim. Foram duros ao dizer ‘NULO’ na hora do voto.
*Não entendi qual foi a do deputado Fagner Calegário (PV). Disse que votaria independente e, no entanto, votou em todos da chapa proposta.
* Senti uma dose de contradição no ar!
*Hum… Tudo em nome da unidade. Entendi.
*Mas, o momento mais esperado mesmo foi quando o deputado Chico Viga (PHS) fez uso da palavra.
* Jornalistas que fazem a cobertura política na Aleac diziam: ‘gravem esse momento, ele é único’.
*Essas línguas…
*É que o Chico Viga não é muito de usar a tribuna…
*Terminada a fase de posse, os parlamentares devem, na próxima semana, iniciar a escolha dos membros das Comissões Permanentes.
*Tudo caminha para o deputado Gehlen Diniz ser o novo presidente da CCJ, uma das mais importantes da Aleac.
*Outra leitura que se faz é que PT e PCdoB podem ajudar a eleger o deputado Roberto Duarte à CCJ. Embora, seja uma possibilidade pequena, tendo em vista todo o embate de Duarte com partidos de esquerda.
*Entretanto, na formação das comissões não é observada essas questões ideológicas, mas sim o poder de articulação de cada um.
*A propósito, a deputada Antonia Sales deve ocupar a Comissão de Direitos Humanos. Tem perfil.
*Enquanto isso, no Senado…
*Ministro Dias Tofolli garantiu que os votos que elegeram a nova Mesa fossem secretos.
*Dias atendeu a um pedido do MDB e do Solidariedade que solicitaram que o Regimento do Senado fosse mantido.
*Embora, o mesmo Regimento diga que o plenário é soberano.
*Foram 50 votos pelo aberto e apenas dois pelo voto secreto.
*A medida visava travar a candidatura de Renan Calheiros (MDB) que responde a 18 inquéritos no Supremo e sempre é citado em delações da Lava Jato.
*Amanhã é segunda-feira, dia de trabalho!
*Carnaval só em março!
* Interino: JOSÉ PINHEIRO

Assuntos desta notícia