Gazetinhas – 04.08.2018 – Jornal A Gazeta

Gazetinhas – 04.08.2018

*E o coronel Ulysses, hein?!
*Tsc, tsc, tsc.
* “Tudo não passou de uma jogada de marketing!”, avalia um petista que passa pela redação.
*Mas, o pior é que não.
*Foi amadorismo mesmo.
*O coronel desistiu de desistir!
*Pressionado por seu grupo político, voltou atrás.
*E, até certo ponto, tem todo o direito.
*Picuinhas políticas, pessoais e jornalísticas à parte…
*O que não dá pra entender, a esta altura, é como manterá a candidatura sem dinheiro.
*Porque, dizem as boas línguas, esse é o real problema que pesou na decisão pessoal (e real), divulgada no início da semana, de não seguir em frente na disputa.
*Não tem estrutura necessária para conduzir uma campanha majoritária.
*(E nem terá).
*Enfim.
*Mas, ontem, confiante (!), Ulysses disse que fará uma “vaquinha on line” para angariar recursos.
*Assim como fez Bolsonaro pelo país, explicou ele.
*Só precisa lembrar que a disputa da qual participa é no Acre…
*Estado que está polarizado entre duas candidaturas fortíssimas;
*E onde o povo está sem um pau pra dar no gato.
*Imagine com dinheiro pra financiar campanha por aí…
* “Ele vai já desistir de novo”, garante um leitor atento.
*Bom, impossível não é.
*Até porque, está claro que estabilidade não é o forte do coronel.
*Mais de duas mil ocorrências de incêndios ambientais em dois meses!
*Estes são os números atualizados pelo Corpo de Bombeiros, para este início de verão amazônico.
*Um aumento de 30% a 40%, em relação ao mesmo período do ano passado.
*O major Cláudio Falcão lamentou que as pessoas continuem causando incêndios, apesar das constantes campanhas e multas aplicadas pelos órgãos de controle.
*De fato, muita ignorância coletiva.
*Mas, infelizmente, a questão é que nem sempre as denúncias e chamados são atendidos no tempo devido, major;
*As multas, então, são fraquíssimas.
*E, diante da certeza da impunidade, os piromaníacos fazem a festa mesmo.
*Digo com a autoridade de quem tem denunciado muito e visto poucos resultados surtindo por aqui.
*Enfim.
*O telefone toca.
*É o Lhé, sempre atualizadíssimo sobre os acontecimentos na cidade.
*Convida para um debate com o embaixador palestino Ibrahim Alzeben, que estará na Ufac, dia 15 de setembro, para falar sobre os 70 anos da lei da partilha.
*Pergunto se ele está bem de saúde, se está de volta à ativa.
* “Recuperando…”, responde.
* “Graças a minha vontade de viver e ao bom serviço de hemodiálise do Acre”.
*E completa:
* “Como diria o saudoso radialista Cícero Moreira: se a morte é um descanso, eu prefiro viver cansado”.
*É isso aí, Lhezinho!
*Vamos em frente.

Assuntos desta notícia