Gazetinhas – 05.09.2018 – Jornal A Gazeta

Gazetinhas – 05.09.2018

*Feriadão a perder de vista…
*E um gaiato manda perguntar:
* “Alguém sabe dizer se o feriado de sexta-feira ainda tá de pé, já que o documento que Leopoldina assinou decretando a independência foi queimado?”.
*Ah, para com isso!
*Mas, tem que rir mesmo pra não chorar, diante de tantas tragédias que vem, literalmente, queimando a história brasileira.
*A propósito, ainda sobre o acervo perdido no incêndio do Museu Nacional…
*Estudiosos locais avaliam se houve ou não perdas da história acreana, nas chamas do Rio de Janeiro.
*O historiador Marcus Vinicius Neves acredita que não.
*Segundo ele, onde há arquivos relacionados ao Acre, com certeza, é no Arquivo Nacional, na Biblioteca Nacional e no Museu da República.
*Locais, aliás, que, segundo o historiador, estão correndo o mesmo risco do Museu Nacional.
* “É possível que houvesse lá alguma coleção paleontológica ou etnográfica de índios acreanos, mas não tenho certeza…”, responde Marcus Vinicius.
*E o paleontólogo Alceu Ranzi e o indigenista José Meirelles confirmam.
*De acordo com Ranzi, fósseis do Acre se perderam, sim, no incêndio.
*Fóssil botânico do Juruá, da Serra do Moa, do Igarapé do Abismo, afluente do Iaco, doados por José Meirelles ao museu carioca…
*Materiais que revelam uma história de oito milhões de anos!
*Realmente, muito triste e lamentável sob todos os aspectos.
*Enquanto isso, bem aqui, na Gameleira…
*Um prédio do Centro histórico da Capital precisou ser interditado, nesta terça, por risco de desabamento.
*O edifício, que é de propriedade particular, foi praticamente destruído também por um incêndio, no início deste ano.
*Embora a responsabilidade sobre o local seja do dono, a presidente da Fundação Elias Mansour, Karla Marins, destaca que o secretário de obras do Estado está acompanhando a situação.
*É, tem que ver isso aí.
*Pela relevância histórica daquela região da Gameleira…
*E, claro, pela segurança dos pedestres e dos outros edifícios, que ficam colados à obra danificada.
*Enfim.
*E tu, leitor, o que tem achado dos programas eleitorais dos candidatos majoritários que disputam a eleição acreana?
*Por ora, tudo muito bonito, bem feito, né?
*Pelo menos, até agora, estão empatados também na qualidade do material.
*Vamos ver se, mais pra frente, vai rolar alguma propaganda mais “quente”, polêmica e/ou apelativa, como algumas produzidas na eleição passada.
*E, neste caso, é preciso ter muito cuidado.
*Partir para baixaria, a essa altura, pode ser a desvantagem competitiva que o adversário está precisando para ganhar de vez a empatia do eleitor.

Assuntos desta notícia