Gazetinhas - 08/12/2019 - Jornal A Gazeta

Gazetinhas – 08/12/2019

*Violência!

*O medo segue tomando conta de Rio Branco. Em uma semana, só em Rio Branco foram quatro mortes violentas.

*A vinda do ministro Sergio Moro ao Acre de nada serviu. Foi uma visita mais politiqueira que de fatos concretos.

*A Segurança Pública do Acre tem se mostrando ineficiente.

*E é bom sempre lembrar, a culpa não era do Emylson! Por tantas vezes pediram sua cabeça. Foi execrado e hoje a história mostra que o problema era mais profundo.

*As viaturas entregues parecem sem efeito algum

*Só para ter ideia do poder do crime no Acre. Em 2019, a Segurança Pública recuperou mil veículos. São quase 3 veículos roubados por dia. Isso levando em consideração os localizados…

*E o que são levados e nunca mais voltam ao dono?

*O sindicalista Janes Peteca fazia um análise desse cenário. Conhecedor do sistema prisional, Peteca dizia que com a tomada do território de apenas um grupo, o alvo será a sociedade e as instituições.

*Cruz credo!

*Mas, vamos falar de política…

*Na Assembleia Legislativa, a sexta-feira foi atípica. Movimentada. Parlamentares buscavam pelo parecer aprovado referente a Lei Orçamentária Anual. Não estava. Ainda não foi entregue.

* ”FRAUDE!”, bradou o deputado Edvaldo Magalhães.

*Segundo ele, havia uma fraude em curso. Ele levantou a suspeita de estarem alterando o Orçamento mesmo depois dele pronto.

*O presidente da Comissão de Orçamento e Finanças (COF), deputado Chico Viga se fez grande na discussão da LDO, mas de apequenou na votação da LOA.

*Chico que vinham em ascensão, fazendo um mandato proativo, começou a declinar ao não assumir as rédeas da Comissão.

*Quem manda na Comissão é o presidente, ora bolas. Ele tem o poder de colocar e tirar de pauta, de corrigir irregularidades, de não deixa-la acontecer.

*Não caberia o Judiciário intervir, uma vez que se aprovou um orçamento sem passar pela Comissão de Orçamento e Finanças?

*Fica o questionamento!

*O deputado Roberto Duarte (MDB) confirma a tese defendida por Edvaldo Magalhães de que não houve reunião naquele dia.

*Muito pano pra manga e muita água vai rolar esta semana.

*Caso a LDO votada em outubro seja considerada inconstitucional, terá que começa tudo de novo. A LOA estará prejudicada.

*Aí, adeus recesso!

*Bom dia!

 

INTERINO: JOSÉ PINHEIRO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assuntos desta notícia