Gazetinhas – 09.03.2018 – Jornal A Gazeta

Gazetinhas – 09.03.2018

*Corre março, corre 2018!
*E as cobranças para a campanha que está a caminho começam a apertar.
*Ainda sobre o instável cenário da oposição local…
*De Brasília, ao contrário do que se esperava, vem a notícia sobre a permanência de Tião Bocalom na presidência do DEM acreano…
*Pelo menos, até a semana que vem.
*É que a convenção do partido, ocorrida ontem, definiu, apenas a troca da presidência nacional, que passou do senador José Agripino para ACM Neto;
*E o lançamento da pré-candidatura à presidência da República do deputado Rodrigo Maia.
*Nos bastidores, já rolava a fofoca de um nova articulação, puxada pelo novo presidente nacional, ACM Neto,que pode afetar a configuração das alianças nas eleições acreanas.
*Dizem as boas línguas que Bocalom teria, enfim, concordado a permanecer no Democratas para concorrer a uma vaga na Câmara Federal;
*O coronel Ulysses estaria sendo convencido a concorrer a deputado estadual;
*E todos juntos iriam apoiar a indicação de Alan Rick para vice na chapa de Gladson Cameli.
*Égua!
*Sonho ou pegadinha do malandro que passou a informação?!
*Vai saber…
*Afinal, entre eles, tudo é possível!
*Mas, era este o boato que corria, ontem, nos bastidores do MDB acreano.
*De fato, seria o cenário “quase perfeito” para candidatura de Gladson Cameli.
*Oposição unida e lideranças fortes, como Bocalom, Ulysses, Alan Rick e Flaviano Melo, todas a favor dele.
*Os desafios para o senador seriam “apenas” acalmar os ânimos do PSDB, que insiste em participar da chapa majoritária;
*E, principalmente, abrir mão do desejo pessoal de ter o amigo Eduardo Veloso como seu vice.
*O que, no final das contas, é que o deve estar pesando muito para Gladson adiar o espera do anúncio sobre a questão.
*Conjecturas, apenas conjecturas…
*Ainda sobre as eleições 2018, leitor atento telefona para comentar a disputa ao Senado Federal.
*Diz ele:
* “Este ano, teremos muitas e boas opções”.
*E continua:
* “Seja pela qualidade técnica ou pela experiência política, todos os oito nomes (!) colocados na mesa tem o que oferecer ao debate e ao eleitor”.
* “Jorge Viana, Ney Amorim, Marcio Bittar, Petecão, Minoru Kipara, Fernando Lage, Sanderson Moura e até a Mara Rocha”.
*Pior é que é tudo isso mesmo.
*Por fim, ele opina:
* “De todos, o que, surpreendentemente, tem feito o dever de casa mais direitinho é o Petecão. Continua trabalhando, está forte em suas bases eleitorais e, apesar de fazer parte dessa oposição doida, tem conseguido se manter bem longe das confusões”.
*É, há controvérsias.
*Mas é um ponto de vista que, de fato, tem sido comentado por aí.

Assuntos desta notícia