GAZETINHAS – 09-05-2019 – Jornal A Gazeta

GAZETINHAS – 09-05-2019

*É asfalto que vocês querem?
*Então, “agora é hora”!
*Bom, pelo menos é o que promete a prefeita Socorro Neri, na campanha da Operação Verão, lançada, ontem, em Rio Branco.
*Já estava em tempo.
*Mas, a prefeita explicou a demora em começar a resolver o problema.
*Segundo ela, se tivessem optado por iniciar os trabalhos durante o intenso período de chuvas, seria como jogar dinheiro pelo ralo…
*Ou melhor: pelos muitos buracos da cidade abaixo.
*E, conhecendo a instabilidade do nosso inverno amazônico e a qualidade do nosso solo (ou do asfalto?!), até que faz sentido.
*Mãos à obra, prefeita!
*Agora é a hora também de a senhora mostrar a que veio.
*Na torcida, vamos acompanhar.
*A propósito, aqui pela Av. Antônio da Rocha Viana, as frentes de trabalho estão a todo o vapor.
*Muito bem-vindo, por sinal, mas dá uma atrapalhada nada básica no trânsito…
*E diante disso, um leitor manda a sugestão de que, no caso de vias muito movimentadas, os serviços deveriam ser feitos durante as madrugadas, como ocorre em muitas cidades do país.
*É viável, prefeita?
*Se sim, é uma boa dica.
*E por falar em asfalto, etc. e tal…
*Quem apareceu, ontem, na Casa do Povo, foi o secretário de Infraestrutura, Thiago Caetano.
*Foi se explicar aos deputados estaduais que cobraram celeridade na aprovação do projeto de recuperação de ramais, sob o risco de o Estado perder os recursos de emendas de bancada na ordem de R$ 90 milhões.
*Importante e salutar a postura do secretário engenheiro.
*Se vai conseguir ou não concluir a tempo o projeto, para que os recursos sejam liberados, aí já é uma história mais complicada.
*E pelo andar da carruagem em tudo que esse governo tem feito, fica, de fato, a apreensão geral de que o dinheiro pode ser perdido.
*Entretanto, Thiago Caetano demonstrou humildade e boa vontade em abrir o diálogo com os parlamentares…
*E isso é sempre um bom começo.
*Por falar nas trapalhadas, ops, nas dificuldades burocráticas do novo governo…
*Deputado Jenilson Leite apontou mais um erro do Executivo, dessa vez na tramitação do decreto que concedeu a redução do ICMS cobrado sobre o combustível destinado à aviação.
*É que a matéria deveria ter sido enviada antes à Aleac, para apreciação dos deputados, como projeto de lei.
*Tá certo o parlamentar em cobrar que a lei seja cumprida.
*Mas, o que os consumidores querem saber:
*Fará diferença para o valor das passagens aéreas?
*Porque, com decreto ou sem decreto, continuam pela hora da morte.
*R$ 2 mil reais uma passagem de Rio Branco para Cruzeiro do Sul…
*Melhor anunciar logo o assalto.
*E o salário óoooooooo…

Assuntos desta notícia