Gazetinhas – 12/08/2019 – Jornal A Gazeta

Gazetinhas – 12/08/2019

*Carregado…

*Assim, veio agosto de fumaça!

*O tempo seco ajuda a piorar o cenário, que beira ao clima do deserto.

*Enquanto isso as unidades de saúde se abarrotam de problemas respiratórios.

*Os focos de calor não são apenas na zona rural, mas também na cidade onde as pessoas queimam entulhos, terrenos baldios, margem de rodovia…

*Falando nisso…

*O governador Gladson Cameli disse que foi mal compreendido na questão do não pagamento das multas ambientais.

*Certo!

*Enquanto a fumaça toma o céu do Acre, em Brasília, que está seco também, o presidente Bolsonaro solta uma pérola.

* ”Você fala para mim em poluição ambiental. É só você fazer cocô dia sim, dia não, que melhora bastante a nossa vida também”.

*Deu o que falar, heim?!

*Enquanto isso temas importantes para os brasileiros vão passando, sendo aprovados no Congresso.

*Voltando ao nosso velho Acre…

*A violência por aqui parece um caminho sem volta.

*Não se de depender do delegado aposentado Walter Prado.

*Ele promete colocar ordem na casa em seis meses…

*O secretário Paulo Cézar prometeu em 10 dias, não conseguiu.

*Enquanto ele, o governador Gladson e o vice Major Rocha compravam viaturas em São Paulo, a bala cantava na Baixada da Sobral…

*Resultado: mais um corpo estendido ao solo e mais uma família enlutada.

*Para o ex-diretor-geral de Polícia Civil que comandou um grupo que levou os índices de elucidação a 94%, sendo o melhor do Brasil, é preciso polícia na rua.

*Ele diz também que é necessária a criação de uma ouvidoria e mais que isso, uma delegacia especializada no combate ao crime organizado e para elucidar crimes sem autoria conhecida.

*De todas as medidas, caso não resolva, ele sugere uma mais dura, o que ele chama de “fazer a limpeza”.

*Seria a partir das 22 horas instituir toque de recolher, na linguagem policial “dá bacu geral”, quem estiver sem documentos será enviado à delegacia e pode ficar preso até 15 dias para ser investigado.

*Ele diz que houve um descaso do governo nesse sentido de não colocar pessoas especializadas no combate a este tipo de crime.

*Bom, hoje é domingo, dia de descanso!

*Boa semana a todos!

 

INTERINO: JOSÉ PINHEIRO

Assuntos desta notícia