Gazetinhas 15/09/2015 – Jornal A Gazeta

Gazetinhas 15/09/2015

* Nada como uma segunda-feira com energia elétrica, após um apagão de mais de duas horas, em plena tarde de domingo…

* Reclamar pra quê?!

* Tudo culpa do Operador Nacional do Sistema, que, dessa vez, ‘falhou’ em Rondônia.

* E o corte, novamente, foi geral nos dois estados.

* À boca miúda, já se especula sobre a possibilidade de um racionamento premeditado, considerando a periodicidade dos blecautes, que agora atingem as duas regiões.

* Em menos de dois meses, já é o terceiro episódio semelhante.

* Sempre na mesma média de tempo, em circunstâncias mal explicadas.

* Paranoia coletiva?

* Pode ser.

* Mas não injustificável, tendo em vista os tantos absurdos que temos visto no país.

* Não bastasse o corte repentino da luz, El Brujo ainda nos pregou uma peça, anunciando um frio de ‘origem polar’ para o final de semana.

* Muitos inocentes, como a colunista aqui, chegaram a sair de casa, na manhã do domingo, preparados para as baixas temperaturas…

* E se lascaram no meio do caminho, com o sol tinindo na cabeça e a falta dos ar-condicionados provocada pelo apagão.

* Foi de propósito, só pode.

* Mas ele não se emenda.

* Continua jurando de pé junto que o ‘frio polar derrubou temperaturas por dois dias consecutivos’ .

* Tá bom, tá bom.

* Começou às 23h do sábado e terminou às 5h do domingo.

* Digamos, assim, que foi uma friagem “The Flash”.

* Se você estava dormindo, Friale não tem culpa, leitor.

* É um boladão mesmo.

* E a política nacional pega fogo, com o anúncio do pacote que prevê um corte de R$ 26 bilhões nas despesas previstas no Orçamento de 2016 e propõe a criação de um imposto, como a antiga CPMF, para equilibrar as contas públicas.

* As medidas resultariam num aumento de arrecadação de R$ 32 bilhões…

* O problema é que dependem da aprovação do Congresso, onde a presidente tem sofrido derrotas consecutivas em votações importantes.

* Do leitor Oséias Nascimento, ex-eleitor de Dilma (ele faz questão de frisar), vem um desabafo compreensível:

* “É muito fácil subir imposto e fazer o povo pagar pela roubalheira e pelo desgoverno. Quantas chances mais teremos que dar a esta presidente?”.

* E vai em frente, citando o artigo do jornalista Fernando Gabeira, que foi destaque no jornal O Globo, no último domingo:

* “Com todo respeito pela minoria que prefere afundar com Dilma, o país precisa redefinir seu caminho com rapidez… Simplesmente para poupar a todos, inclusive as novas gerações, de anos de retrocesso”.

* Alguém dá um beijo no Gabeira por mim?

Assuntos desta notícia