GAZETINHAS – 27-08-2019 – Jornal A Gazeta

GAZETINHAS – 27-08-2019

*Final de semana tenso, pesado.
*Apesar de toda comoção nacional e internacional, das polêmicas, dos alertas…
*Os últimos dias, no Acre, foram marcados por muitos incêndios e fumaça.
*Em relação aos números de ocorrência e aos estragos, foi considerado, inclusive, o pior, desde o início deste período de estiagem.
*Mais de 200 incêndios, entre a última sexta-feira e o domingo.
*Grandes áreas urbanas devastadas, algumas com mais de 10 hectares de extensão.
*Próximo à rodoviária, na Via Verde, na Antônio da Rocha Viana…
*É alarmante.
*E só pra registrar:
*Foi o Corpo de Bombeiros que disse;
*Não foi nenhuma Ong ambientalista não.
*Tsc, tsc, tsc.
*A propósito, neste aspecto, é curioso observar:
*Reclamar das queimadas passou a ser visto como uma “confissão”, ou pior, uma acusação de apoiar um determinado grupo político ou uma ideologia.
* “Porque sempre foi assim!” ou “porque em outros anos foi muito pior”.
*Eu hein.
*Tem que fingir que gosta de respirar fumaça então?
*O que é isso, minha gente?
*Governador Gladson Cameli, por exemplo, voltou a se pronunciar sobre o problema, no último domingo, nas redes sociais.
*No discurso oficial “padrão”, reafirmou não compactuar com os crimes ambientais;
*Disse que irá se encontrar com o presidente Jair Bolsonaro, em agenda em Brasília, nesta terça;
*Mas, nas entrelinhas, tornou a brincar com o assunto, quando disse que, pelo menos aqui no Estado, os incêndios ainda são “pouquinho”.
*Ora, pra que o decreto de emergência, governador?
*Só para conseguir recursos?
*Não dá pra entender a coerência do discurso.
*Houve aumento das ocorrências;
*O Inpe mostra isso; a Secretaria de Meio Ambiente estadual também.
*Basta colocar a cara pra fora da janela pra ver.
*Reconhecer a gravidade e os possíveis erros que levaram a um novo crescimento alarmante dos crimes ambientais, comparando-se as ocorrências do ano passado pra cá, é o primeiro passo para conter esse retrocesso.
*E para proteger, inclusive, o agronegócio brasileiro, que será um dos seriamente prejudicados pela má informação.
*Enfim.
*E o Acre pega fogo também na Segurança Pública.
*Final de semana que passou foi daqueles, do jeito que o diabo gosta.
*Mais roubos, arrastões, execuções.
*Nem os pobres dos funcionários da Energisa estão sendo poupados, quando vão aos bairros fazer serviços de manutenção.
*No último sábado, um deles foi atingido com uma coronhada na cabeça, durante um assalto.
*Ninguém a salvo.
*Tá sofrido, tá de lascar.

Assuntos desta notícia