Gazetinhas – 28.02.2018 – Jornal A Gazeta

Gazetinhas – 28.02.2018

*Dos microfones da oposição para o Big Brother Brasil…
*Ai aiai!
*A triste realidade do transporte público de Rio Branco foi comentada pela acreana Gleici Damasceno, em conversa descontraída com os “brothers”, na casa mais vigiada do Brasil.
* “Desumano”, afirmou ela para descrever a superlotação e o tempo de espera para quem utiliza o meio de transporte na cidade.
*Nenhuma novidade até aí, vai…
*Afinal, é o que todo mundo já vê e já sabe, ao acompanhar as constantes reclamações dos usuários de ônibus rio-branquenses.
*(E da maioria das capitais do país).
*Mas é claro que os rivais políticos do prefeito Marcus Alexandre jamais deixariam passar uma picuinha dessas em branco, nas redes sociais.
*E o prefeito deve estar pensando:
* “Até tu, Gleici?!”.
*Ririri.
*É tanta notícia produtiva (SQN!), que qualquer besteirol vira superlativo.
*E o acreano nem gosta, né?
*Ainda sobre as bobagens e excessos do mau uso dos meios de comunicação modernos…
*A relação entre o vereador Railson Correa e o secretário municipal de Serviços Urbanos, Kellyton Carvalho, azedou de vez por conta de uma mensagem de WhatsApp visualizada e não respondida pelo secretário.
*O vereador reclamou, na sessão de ontem da Câmara, que enviou uma mensagem e fotos para o secretário, com pedido de desobstrução de um bueiro…
*E, apesar da mensagem ter sido visualizada, com setinha azul e tudo (oi?!), o parlamentar ainda não obteve resposta.
* “O problema é que muitos querem se colocar acima do prefeito!”, alfinetou Railson.
* “Ficou magoadinho”, sussurra o Dim aqui atrás.
*Ah, para com isso!
*Azedo, mas, pelo menos, por razões mais pertinentes, ficou também o clima entre os deputados Daniel Zen e Eliane Sinhasique, na discussão sobre o caso da prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem.
*Cada um na sua razão, está certo o líder petista, quando cobra do MP e/ou da imprensa a responsabilidade na divulgação de denúncias, sem afrontar o cumprimento das leis.
* “Fazem o estardalhaço primeiro, e depois é que a pessoa vai se defender”, critica ele.
*E continua:
*“Sob a pretensa justificativa de que estão agindo pelo interesse do povo, as instituições trabalham com espetáculo midiático, ferindo os direitos e garantias do cidadão”.
*Do outro lado, Sinhasique também acertou na lição de moral, ao lembrar do posicionamento de muitos petistas em situações semelhantes vividas pela oposição.
* “Quando é contra eles é politicagem; quando é contra os outros é justiça!”.
* Óooi.
*Dois parlamentares inteligentes e bem preparados que são, ficam as “críticas construtivas” para dever de casa e reflexão.

Assuntos desta notícia