Gazetinhas - 30.10.2018 - Jornal A Gazeta

Gazetinhas – 30.10.2018

* “Então é Natal, e o que você fez? O ano termina, e nasce outra vez”!
* Opa, opa, opa, pera lá!
* Ainda não, leitor. Dois meses. Falta um pouquinho de chão pra isso.
* É que, passadas as eleições, o clima agora é de que já pode vir o Natal.
* Sabe aquele espírito de união, de paZ (a com ‘Z’ mesmo, não com ‘S’), de conciliação!
* É, vamos precisar de tudo isso mesmo para ver se os parentes e amigos que passaram esse ano inteiro brigando por política possam amolecer seus coraçõezinhos e voltem a se falar.
* Voltem ao grupo do Whats da família para dar bom dia, boa tarde e boa noite todos os dias.
* No mais, eleições acabaram de vez. Quem votou, votou, quem não votou, não vota mais.
* Bolsonaro ganhou, a extrema direita prevaleceu. Ponto final.
* Agora vamos dar as mãos e torcer por um Brasil melhor, com menos ódio, mais dignidade e desenvolvimento para o nosso povo brasileiro.
* Merecemos, pois já estamos mais do que cansados de tanto sofrer.
* É muita peia que essa vida dá na gente!
* E não dá pra passar os próximos quatro anos no time dos anti.
* Quem tá feliz, comemore. Quem estiver tiste, bom, lembre-se que sempre existirão os bons e velhos memes para encarar a situação.
* E assim a vida segue. Bala pra frente!
* Falando em seguir a vida… trim, trim, trim (nossa, que toque mais arcaico)!
* Telefone toca. É um deles: os sagazes 37.
* Com as pafrentices de sempre, o espetinho já me abarca logo de cara que não é mais “37”.
* “Os outros 20 já se foram. Agora, nós que restamos, somos somente os 17 da coluneta”!
* Afrontoso, não?
* “E digo mais: essa diferença dos 11 milhões de votos do Bolsonaro pro Haddad foi só porque aquele mesário de Mâncio Lima ficou indicando pros eleitores que iam votar que o 3 da urna estava quebrado. Se não tivesse isso, tinha sido mais acirrado. Riririri…”.
* E eis que ele termina com uma risadinha malévola, e ainda desliga na minha cara.
* Ah, bicho abusado!
* Para finalizar, a coluninha presta todas as homenagens ao médico Rosaldo Aguiar, o ‘Dr. Baba’, 49 anos, assassinado em sua casa no último sábado, 27.
* Vocacionado em ajudar as pessoas, o Dr. Baba deixa um legado imaculável em Feijó.
* Que os familiares e amigos possam dar continuidade às suas boas ações no município.
* Nossa competente polícia já abriu linhas de investigações que apontam que os covardes criminosos que lhe ceifaram a vida o fizeram para roubar uma arma do Dr. Baba.
* Um absurdo: a vida de um bom homem por causa de uma arma!
* Oremos para que seja feita Justiça no caso, e que os responsáveis paguem pelo crime.
* Pêsames, também, ao ex-prefeito de Boca do Acre, Dr. José de Oliveira da Costa, que morreu no translado da UTI no Ar, por complicações cardíacas em decorrência de doença coronariana.
* Vou encerrar agora por medo de ter que prestar mais algum pêsame. Clima já pesou.
* Fiquem com Deus, caros leitores, e até amanhã!

Assuntos desta notícia