GAZETINHAS 30/06/2015 – Jornal A Gazeta

GAZETINHAS 30/06/2015

* Ô verão!

* Sol e calor durante os dias; céu estrelado às noites.

* E uma friagenzinha pra animar o final de semana.

* É o que temos pra esta primeira semana de julho, na previsão do nosso homem do tempo, Davi Friale.

* Tá bom, tá ótimo.

* Deixa El Brujo trabalhar.

* E o mês começa também com muita expectativa em relação ao aquecimento do mercado da construção civil.

* Depois de um inverno rigoroso, o Estado está precisando mesmo de boas notícias.

* Que venham!

* Do gabinete do prefeito Marcus Alexandre, muitos informes sobre as obras em andamento:

* Início do asfaltamento definitivo na Estrada Jarbas Passarinho, um dos sete corredores do PAC Mobilidade Urbana;

* Promessas de melhoria na infra-estrutura do Conjunto Esperança III;

* Recuperação da malha viária em diversos bairros da Capital…

* Já é um bom começo.

* O trabalho do prefeito de Rio Branco foi destaque, inclusive, na edição desta semana da revista Veja.

* Segundo estudo do cientista político Alberto Almeida, Marcus Alexandre é o prefeito do PT com mais chances de se reeleger (59%), entre os colegas do mesmo partido que administram outras oito capitais do país.

* O paulista Fernando Haddad ficou em o último, com 20% de chances, sendo o mais afetado pela forte crise de popularidade petista, segundo o estudo.

* A análise considerou as taxas de reeleição dos prefeitos em 76 grandes municípios, avaliando a aprovação nos primeiros mandatos.

* E a conclusão é de que, quando os índices de “ótimo e bom” ficam abaixo de 30%, a chance de conseguir a reeleição é de 16%.

* Enquanto que, quando a avaliação positiva fica acima de 50%, a possibilidade de renovação do mandato fica acima de 59%.

* Tá bem na fita o nosso prefeito.

* E, certamente, dois fatores contribuem para isso:

* Primeiro, o fato de o PT estadual conseguir manter ainda certa independência da imagem do PT nacional…

* Pelo menos para os eleitores locais.

* Não é à toa que, em eleições conseguintes, a população acreana garantiu a vitória do partido em nível estadual;

* Mas não “casou” o voto, nem com peia, para o candidato petista nacional.

* (Presidente Dilma que o diga).

* Segundo e tão importante quanto é que Marcus Alexandre, apesar de fiel às diretrizes partidárias, conseguiu construir a própria identidade junto ao povão e à imprensa, descolando-se do rame-rame do PT local.

* Fora uma derrapada ou outra, fortaleceu um perfil democrático, produtivo e conciliador, o que o tornou respeitado mesmo entre os críticos da FPA.

* Pelo menos até aqui, conseguiu trilhar um bom caminho.

Assuntos desta notícia