Gladson Cameli vai à Lima para selar acordo com governo peruano para exportação e importação – Jornal A Gazeta

Gladson Cameli vai à Lima para selar acordo com governo peruano para exportação e importação

Um passo importante para as relações comerciais entre o Acre, Rondônia e a República do Peru será formalizado nesta terça-feira, 11, quando o governador Gladson Cameli e o governador de Rondônia, José Marcos dos Santos, assinam protocolos de intenções para a importação e a exportação de produtos do Brasil e do Peru.
A ideia é que, a exemplo do que já acontece com vários países latino-americanos coirmãos, o Peru se torne também um parceiro comercial forte do Brasil, via Acre e Rondônia, por meio do corredor interoceânico que começa aqui no estado, pela estrada do Pacífico.
“Trata-se de um acordo de cooperação entre os dois estados brasileiros – ou seja, sem a participação de outras federações – e os nossos irmãos peruanos, para que possamos aquecer os mercados rondonienses e acreanos, começando uma nova etapa que vai beneficiar, economicamente, ambos os lados”, ressalta o governador Gladson Cameli.
O encontro com o presidente peruano Martín Vizcarra deve acontecer na Casa de Pizzaro, como se chama o Palácio do Governo do Peru, em Lima. O Peru é a 52º maior economia de exportação no mundo. Seu forte é a venda de minério de zinco e petrolíferos refinados. Para exportar aos mercados do oeste da Amazônia, há um aceno para o tomate, para a uva, a maçã, o trigo, a cebola e o alho.
Em contrapartida, o governo peruano estará aberto a importar do Acre a carne bovina e os cortes de suíno e de aves, estes dois últimos produzidos pelas empresas Frigoaves e Dom Porquito, localizados em Epitaciolândia e Brasileia, na fronteira com a Bolívia e no corredor da estrada do Pacífico. (Resley Saab / Secom Acre)

Assuntos desta notícia