Gratidão, a chave do sucesso – Jornal A Gazeta

Gratidão, a chave do sucesso

“A gratidão abre portas”. Essa frase eu nunca esqueci. Foi proferida pelo pastor Luís Gonzaga de Lima em um culto para a mocidade da igreja Assembleia de Deus. São poucas palavras, mas aquilo penetrou no meu coração como uma flecha e produziu um efeito como um ensinamento para a minha vida cotidiana.

Ser grato é gesto nobre. Poucos os detêm. Quando você agradece sua alma suaviza. O poder de ser grato não atinge apenas o ser que reconheceu o feito, mas o dono do feito. Não que busquemos para si agradecimentos. O texto bíblico ensina que devemos fazer o que é bom sem esperar algo em troca.

Mas, o próprio Jesus ensina na parábola dos 10 leprosos que devemos ser gratos. De acordo com a narração de Jesus, 10 foram curados, mas apenas 1 foi além de curado, salvo. Apenas 1. A porta se abriu para aquele rapaz porque ele resolveu se encontrar com Jesus. Não queria apenas a benção, mas o detentor da benção.

Muitas das vezes os da nossa casa por estarem pertos de nós não sabem reconhecer aquilo que é feito. Muitos filhos trazem para si o sofrimento pelo simples fato de não observarem o esforço de seus pais para comprar o alimento, vesti-los, calçá-los. De igual modo, muitos pais não reconhecem em seus filhos a nobreza que eles carregam em si, e ao invés de elogiá-los, preferem tratá-los com indiferença.

Diante de tudo isso, a carga do dia-a-dia vai calcificando dentro do coração de cada um. Temos atualmente uma sociedade voltada para as novas tecnologias. O diálogo entre as pessoas cessou. O amor esfriou. E muitos preferem estar nas redes sociais, vivendo uma vida virtual, de que ir ao cinema com os filhos, tomar um sorvete na praça com a esposa, a namorada e vice e versa.

Quem é grato carrega em si outra virtude, a humildade. E humildade não pode ser confundida com pobreza. Humildade é uma virtude sublime, muito além desse conceito. Há pobres arrogantes e ricos extremamente humildes. O próprio Jesus ensinou a essa virtude ao lavar os pés dos seus discípulos para que façamos uns aos outros.

O sentimento de gratidão ele aproxima o homem a Deus. O apóstolo Paulo em uma de suas cartas diz que em tudo devemos daí graça. Mesmo que estejamos em tribulação devemos dar graça, porque o mesmo apóstolo mostra que é ‘na fraqueza que somos fortes’. Quando agradecemos a Deus pela vida, o céu se abre a nosso favor.

Finalizo com o mesmo pensamento que iniciei esse texto: “a gratidão abre portas”. Lembre disso.

* JOSÉ PINHEIRO é  jornalista.
E-mail: [email protected]

Assuntos desta notícia