Ilderlei Cordeiro promete processar agente da PF que arrombou sede da prefeitura de Cruzeiro do Sul – Jornal A Gazeta

Ilderlei Cordeiro promete processar agente da PF que arrombou sede da prefeitura de Cruzeiro do Sul

FOTO/CEDIDA

Após retornar de viagem, o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro concedeu, nesta segunda-feira, 17, uma coletiva de imprensa para falar sobre a Operação Presságio, deflagrada pela Polícia Federal.

Ao todo, cinco servidores da prefeitura foram presos, incluindo sua irmã e chefe de gabinete, Ildecleide Cordeiro, e o secretário de Comunicação, Paulo de Sá.

O prefeito acredita na inocência dos servidores e explica que não exonerou a chefe de gabinete e o secretário de Comunicação.  “Eles pediram exoneração, não fui eu que dei a eles. Eles querem responder fora do cargo para justamente não desmoralizar a cidade. Em hora oportuna, eles voltarão ao seu cargo. Acredito na inocência de todos por que tudo que foi pedido, foi entregue”.

Cordeiro repudiou a atitude do agente da Polícia Federal que arrombou a porta da prefeitura durante a ação, que ocorreu na semana passada. O prefeito deve entrar com uma ação na Justiça contra o agente.

“A única coisa que eu peço é que, em outras operações, tenham mais respeito com o poder público. Entraram na prefeitura quebrando a porta e vou entrar com uma ação contra quem fez isso. Não precisava fazer isso”.

Para Cordeiro, as prisões foram desnecessárias, já que havia sido autorizado as escutas e quebras de sigilos em abril do ano passado. E acrescenta que o juiz Flávio Mariano Mundi “não conhece a realidade cruzeirense”.

Durante a coletiva Ilderlei Cordeiro lembrou que a prefeitura já está sendo investigada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e a Controladoria Geral da União (CGU).

Assuntos desta notícia