Morte de Conselheiro do B13 desencadeia série de ataques em Rio Branco – Jornal A Gazeta

Morte de Conselheiro do B13 desencadeia série de ataques em Rio Branco

A morte de Leoneldo Rodrigues da Silva, vulgo “Canjerê”, considerado um dos principais Conselheiros da facção criminosa Bonde dos 13, ocorrida no final da tarde de sexta-feira, 8, no bairro Belo Jardim, no Segundo Distrito da Capital, desencadeou uma série de ataques durante a noite de sexta e parte da madrugada de sábado, 9.

O primeiro ataque ocorreu no bairro João Eduardo, quando Antônio Israel Pessoa Costa, 31 anos, foi morto com um tiro em frente a sua casa, na Rua Jerusalém. O crime teria sido cometido por uma dupla em uma motocicleta.

De acordo com Luciene de Souza, prima da vítima, Antônio não pertencia a nenhuma facção criminosa. “Simplesmente viram ele na rua e atiraram”, lamentou.

Momentos depois, um casal também usando uma motocicleta realizou uma série de disparos contra três pessoas que estavam sentadas na calçada, na Rua Euclides da Cinha, no bairro Esperança. Wendel da Rocha Oliveira, de 38 anos, Josimar Nascimento Santos, 40 anos, e outro identificado apenas como Manoelzinho, foram baleados e encaminhados ao Pronto-Socorro de Rio Branco.

Suspeito de matar conselheiro é preso

Os Policiais Militares do 2°Batalhão prenderam, no final da tarde de sexta-feira, 8, Anderson da Rocha Santos, de 19 anos. Ele é um dos suspeitos de ter executado com três tiros Leoneldo Rodrigues da Silva, vulgo “Canjerê”.

A Polícia estava em ocorrência no conjunto Rosalinda quando soube do homicídio. As autoridades receberam as características dos acusados e conseguiram chegar até Anderson que estava com uma motocicleta roubada, a mesma usada nos crimes contra as vítimas no Belo Jardim. O comparsa de Anderson conseguiu fugir.

Diante dos fatos foi dada voz de prisão e o acusado foi conduzido a Delegacia de Flagrantes para os devidos procedimentos. (Com informações do Portal AC24horas)

Foto/ Cedida
Assuntos desta notícia