Mutirão terá mais de 250 audiências de casos de violência doméstica – Jornal A Gazeta

Mutirão terá mais de 250 audiências de casos de violência doméstica

Para o mês da mulher, a Comarca de Cruzeiro do Sul priorizou o julgamento de casos de violência doméstica e familiar. Desta forma, foram pautadas 258 audiências para o período de 2 até 30 de março.

De acordo com a publicação da Vara de Proteção à Mulher e Execuções Penais da Comarca, disponível na edição n° 6.073 do Diário da Justiça Eletrônico (fls. 113 – 131) (7/2), os casos referem-se em sua maioria a situações que envolvem lesão corporal, ameaça, difamação, crime contra a liberdade pessoal e estupro, ou seja, violência física, moral, psicológica e sexual.

Os processos serão analisados pelos juízes de Direito José Wagner, Hugo Torquato, Evelin Bueno e Erik Farhat, que foram designados para demanda pela Portaria n° 373/2018, publicada na edição n° 6.070 do Diário da Justiça Eletrônico (fl. 163) (2/3).

Para os dias iniciais de março, o esforço da unidade judiciária contribui diretamente com a programação da 10ª Semana da Justiça pela Paz no Lar, que se encerra nesta sexta-feira, 9. A atividade ocorre simultaneamente em todo o país e a Justiça Acreana estabeleceu como meta a realização de mais de 500 audiências em todo o estado, como forma de reduzir os números de violência, por meio da punição dos agressores.

Assuntos desta notícia