Noite violenta em Rio Branco tem decapitação e execuções – Jornal A Gazeta

Noite violenta em Rio Branco tem decapitação e execuções

A noite desta quarta-feira (13) foi sangrenta em Rio Branco. Ao menos três mortes foram registradas, entre elas, uma decapitação. Os corpos, até a manhã desta quinta-feira (14), permanecem no Instituto Médico Legal (IML) da capital acreana.

O primeiro a ser morto foi Mateus Freitas, de 22 anos. Ele era monitorado por tornozeleira eletrônica. Segundo a mãe, que não quis ser identificada, ele estava em casa, no bairro Boa União, quando dois homens em uma moto chegaram chamando e logo atiraram contra ele.

“Deram um tiro na cabeça dele, ele chegou a pedir um beijo da esposa, mas puxaram ela pelo cabelo e deram mais tiros nele. Quero justiça, porque foi muito rápido, meu filho não merecia. Ele estava com a pulseira [tornozeleira], mas tava trabalhando”, disse.

Os crimes seguiram pela noite. Paulo Henrique Batista, de 19 anos, foi morto no bairro Custódio Freire e teve a cabeça arrancada. Uma outra vítima também foi morta e achada no mesmo local, mas segue sem identificação.

A reportagem tentou falar com a Polícia Militar sobre os crimes registrados, mas foi informado de que os comandantes dos batalhões e a comunicação estão voltados para a cerimônia de posse do novo comandante-geral da PM, coronel Ulysses Araújo, e uma coletiva que ocorre ainda na manhã desta quinta.

Paulo Henrique Batista, de 19 anos
Assuntos desta notícia