Palavra de ordem: união – Jornal A Gazeta

Palavra de ordem: união

Positiva. Defino como positiva a reunião entre a bancada federal do Acre com o governador Tião Viana (PT). Pareceu simbólico, mas é um gesto de solidariedade ao chefe do Executivo nesse momento de crise em que se encontra o Estado.

Pelo menos 5 dos 8 deputados federais acreanos e os 3 senadores compareceram ao chamado do presidente da bancada acreana, senador Sérgio Petecão (PSD/AC). Acredito que o momento é esse, de unir forças, sem ficar com picuinhas, mas priorizar o povo do Acre. O povo que espera respostas para os problemas que enfrentamos.

Nós, acreanos, estávamos acostumados a vermos as catástrofes de longe. Sempre dizíamos ao relatar os fatos apresentados na TV: “São Paulo vive grandes alagações, desmoronamento de terra no Rio”. Agora o problema é conosco, pertinho de nós.

Concordo com o discurso que sempre estaremos dependentes de alguns produtos. Isso é normal. As maiores potencias mundiais importam produtos, porque o Acre não? É claro, que alguns podem ser produzidos aqui, mas acredito que, no momento, não cabe acharmos culpados, o momento é de união.

A bancada do Acre, em Brasília, tem se unido em torno de temas como os 11 mil servidores, a PEC dos Soldados da Borracha e agora tem que estar unida com relação a este grave problema, que é o isolamento do Acre por via terrestre.

Agora, uma coisa é certa. O que foi acertado ontem na reunião com o governador Tião Viana, precisa ser cumprido em Brasília. Os políticos tem que aprender a terem praticidade. O povo pede praticidade. Desburocratizar algumas coisas para que as necessidades das pessoas sejam atendidas e não fique parecendo que as reuniões são apenas de fachada.

Além disso, penso que estar na hora do Acre criar outras rotas de abastecimento. Nunca a BR-364 de Cruzeiro do Sul a Rio Branco foi tão útil como está sendo agora. Embora, precise, nos próximos dias, de manutenção pelo excesso de peso. Mas ficou claro que o abastecimento via Cruzeiro do Sul pode ser uma rota consolidada. Não se pode esquecer a sugestão do deputado Eduardo Farias (PCdoB) de estabelecer a hidrovia do Purus.

Enfim, penso que o esforço do governador Tião Viana deve ser reconhecido, independente de cor partidária, bem como o apoio que a bancada federal demonstrou ontem. O momento é de união.

* JOSÉ PINHEIRO é  jornalista.
E-mail: jsp30acre@gmail.com

Assuntos desta notícia